FEIRAS E EVENTOS

Agentes de viagem: se reinventando para o futuro

Alvos de uma das maiores discussões do mercado turístico nos últimos anos, os agentes de viagem já ouviram de muitos a seguinte expressão: “a profissão irá acabar”. O tema gera polêmica. Uns concordam e outros não.

Alguns fatores contribuem para o pessimismo como o avanço da internet e as facilidades como pesquisa de hotéis, reservas de passagens, bookings e o novo turista que viaja por conta própria, sem precisar de intermédio. Por outro lado, muitos profissionais garantem que a fase é de adaptação e melhorias.
O Festuris Gramado  – Feira Internacional de Turismo, que ocorre de 09 a 12 de novembro, é feito para dar palco ao agente de viagens já há 29 anos. Por isso, ouvimos alguns profissionais desta área para saber o que pensam sobre o momento da profissão no Brasil. A constatação é de que o otimismo dá o tom e os agentes de viagem sabem que a competitividade aumenta. A maioria entende que a constante capacitação, atendimento diferenciado e personalização dos serviços fará a diferença para manter a categoria forte e atuante.
Saiba um pouco mais sobre o que pensam três profissionais deste setor:
Heloisa Dias da Silva – Voo Solo Viagens
Mercado – O mercado de turismo para os agentes de viagem está cada vez mais competitivo. Antigamente o trabalho fluía naturalmente porque tínhamos o mercado nas mãos, sem a concorrência da internet.

Profissão – Os agentes buscam se aprimorar através de capacitações, pesquisas de fornecedores, viajando para destinos diferenciados, e montando dicas de destinos e serviços.

Preocupações – Atender bem ao cliente, o que implica em saber ouvi-lo para transformar seu desejo em realidade, cercar-se de parceiros honestos e profissionais, bem como ter rentabilidade na sua proposta de trabalho.

Feiras de negócios – Considero muito importante e produtivo o trabalho desenvolvido pelas feiras e seus expositores. Nelas fazemos contatos com fornecedores que, muitas vezes, conhecemos apenas por e-mail ou telefone. Através do contato direto e pessoal, trocamos ideias e criamos possibilidades de projetos e parcerias.
Ligia Ayub Pauletti – DC Tur Agência de Viagens e Turismo Ltda
Profissão – Estamos muito acostumados com um mercado flutuante, pois o turismo depende muito da economia e política do país. O que sinto é que 2017 está sendo um ano promissor, pois as pessoas resolveram parar e se preocupar tanto  com o que vem acontecendo e investir em si próprias, chamando-se a este investimento viagens!​

2017 – Por enquanto as perspectivas são as melhores possíveis. Sinto um crescimento linear na busca por novos roteiros ou por adequação ao bolso de cada passageiro, mas nunca a desistência da viagem. Com as agências que me relaciono e nas feiras que participo encontro agentes bem confiantes​.

Parcerias – É fundamental trabalhar com bons fornecedores, ter apoio nas 24 horas do dia e nos 7 dias da semana (trabalhamos com fusos horários), não podemos nos deter somente ao horário da empresa pois isto tem uma influência enorme no ir e vir dos turistas.

Feiras de negócios – Penso que as feiras devem ser cada vez mais profissionais. Valorizando seu produto através de imagens e informações específicas e sem muito papel. Uma feira não deveria ser somente entrega de folders. O contato direto do fornecedor com o agente de viagens é muito importante​ e eficaz desde que a apresentação do seu produto seja interessante e que o agente de viagens possa interagir.

 

Maria Cristina Brauner Salgado – Travel Workers Viagens e Turismo

Turismo – Desde o ano passado sinto o mercado bastante aquecido, tivemos um crescimento nas vendas significativo. Acredito que mediante tantos problemas, instabilidade política, insegurança e stress do dia a dia, as pessoas estão investindo em viagens e atividades que dão mais prazer. O mercado do Turismo é um dos poucos em crescimento. Quero acreditar que vai ser assim por muito tempo!

Carreira – Estamos otimistas! O cliente encontra no agente de viagens atendimento personalizado e todo o suporte para realizar uma viagem especial, o que dá mais tranquilidade do que a compra online. Viajamos e participamos de feiras buscando conhecer novos hotéis, destinos, fornecedores, descobrir cantinhos, dicas. O passageiro adora novidades!

Preocupações – A falta de parceria de alguns poucos fornecedores e profissionais que não valorizam a categoria. Mas, apesar de ser um mercado muito competitivo, temos muitos fornecedores e colegas parceiros e unidos.

Feiras de negócios – As feiras são ótimas, uma oportunidade de encontrar fornecedores do mundo todo, conhecer, trocar conhecimento. E esse contato é muito importante para estreitar a relação e garantir benefícios para os nossos clientes. Elas podem fortalecer a categoria trazendo cada vez mais gente nova, hotéis, operadoras e destinos ainda pouco explorados. O formato de feira com meetings pré-agendadas, como o Espaço Luxury do FESTURIS começou a fazer no ano passado, garante um aproveitamento bem melhor.
SERVIÇO:
FESTURIS Gramado –  Feira Internacional de Turismo
De 09 a 12 de novembro de 2017
Serra Park/Gramado -RS
www.festurisgramado.com
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo