Brasileiros se preocupam mais com o que pode dar errado nas primeiras horas de viagem

Quase metade (47%) dos viajantes brasileiros admite que se preocupa com as coisas que podem dar errado no primeiro dia de viagem. Já a média global dos viajantes que pensam dessa forma ficou em 39%, o que mostra que o brasileiro leva consigo um grau de preocupação superior aos demais turistas do mundo.

Observando as dificuldades dos viajantes para desligar de suas preocupações e entrar no ritmo da viagem, a Booking.com, líder mundial em conectar pessoas com os lugares mais incríveis para ficar, ouviu mais de 18.000 pessoas de 25 países do mundo todo e perguntou como eles se sentem quando passam uma temporada fora de casa com o objetivo de fornecer dicas sobre como as pessoas podem entrar no ritmo de viagem.

Um primeiro dia diferente?
Enquanto pouco mais da metade dos viajantes brasileiros (52%) acreditam que as primeiras 24 horas são as mais marcantes e capazes de ditar o tom da viagem, altas expectativas podem significar que há a possibilidade de preocupação de que as coisas não sejam tão boas quanto o esperado.

Quando os viajantes são questionados sobre suas preocupações com o que poderia acontecer versus o que de fato ocorre, fica claro que há uma tendência de se preocupar mais do que o necessário:

• Pouco mais da metade dos brasileiros (52%) se preocupa com a possibilidade de perder sua bagagem; o que pode ser considerado quase uma lenda urbana, uma vez que apenas 13% das pessoas já vivenciaram esta situação.
• 49% se preocupam que a acomodação não corresponda às expectativas, porém, o histórico de férias revela boas experiências, já que 79% foram surpreendidos positivamente.
• Outras ansiedades que não se concretizam incluem: medo de ficar doente (46%) e não conseguir encontrar um bom lugar para comer (41%).
• Uma em cada cinco pessoas (27%) se preocupa com sua casa – seja deixando a casa vazia ou com ansiedade de separação de seus animais de estimação – e 20% dizem que estão muito ligadas à tecnologia ou ficam conectadas com pessoas de casa através de redes sociais.
• A ansiedade não para por aí: 14% dos viajantes brasileiros se preocupam com o custo de uma viagem e 18% se preocupam por não terem planejado a viagem o suficiente.

Ajudando a entrar no ritmo de viagem
Quatro em cada 10 pessoas (38%) ao redor do mundo dizem que as primeiras 24 horas são as mais memoráveis das viagens a lazer, portanto, para garantir que este seja o caso de todos e para ajudar as pessoas a aproveitar ao máximo as primeiras horas fora de casa, a Booking.com firmou parceria com a coach e especialista em bem-estar Sloan Sheridan-Williams para fornecer dicas fáceis e práticas para os viajantes entrarem no ritmo da viagem um pouco mais cedo:

1. Ninguém gosta de esperar em filas, mas elas fazem parte das viagens. A maioria dos viajantes é destra, então procure sempre os balcões mais afastados das entradas, na ponta esquerda. Poucas pessoas escolhem essa fila porque a maioria tem tendência a escolher as filas da direita, já que correspondem à mão dominante de escrita. Em pouco tempo você será o primeiro a retirar as bagagens e garantir um ótimo lugar na frente.
2. Desligue seu celular e concentre-se no destino em que você está. Permita que seu cérebro se adapte ao novo ambiente. Depois de deixar seu celular de lado, acalme-se ao passar suavemente um ou dois dedos nos lábios, o que promove uma resposta de “descansar e digerir” do corpo e funciona como um freio para crises de ansiedade, deixando a mente calma e tranquila.
3. Não importa se você está hospedado em um apartamento, hostel, barco ou até mesmo em uma casa na árvore, muitos viajantes se sentem mais relaxados quando transformam a acomodação para ficar parecida com suas casas. Leve itens reconfortantes com você, como seu bichinho de pelúcia favorito, xícara personalizada, fronha, diário ou uma foto de família e tome sua bebida quente favorita à noite.

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo