Fotografia e a experiência turística é tema de palestra no Sesc-SP

    0

    Fotografia e turismo possuem estreita ligação no contexto da cultura ligada às viagens. Juntos, criam desejos, formam valores, orientam práticas, investem tempo e concentram economias. A relação entre a fotografia e a experiência turística é o tema de palestra no dia 31 de agosto, que compõe a segunda edição do Ciclo Ética no Turismo, que o Centro de Pesquisa e Formação do Sesc realiza até o final do ano com o intuito de refletir sobre os dilemas éticos enfrentados por turistas, governos, prestadores de serviços turísticos, comunidades anfitriãs e outros atores da atividade. Para falar sobre o tema foram convidados a professora e artista Livia Aquino e o fotógrafo João Correia Filho. A mediação é de Juliana Ikuda Campanelli, assistente técnica da Gerência de Artes Visuais e Tecnologia do Sesc São Paulo.
    Nos anos 1960 começaram a aparecer em lugares voltados ao ecoturismo, principalmente nos Estados Unidos, algumas placas com a mensagem: “Da natureza nada se tira, a não ser fotos. Nada se deixa, a não ser pegadas. Nada se mata, a não ser o tempo. Nada se leva, a não ser recordações”.  Lívia Aquino, em sua exposição, propõe aos participantes uma reflexão sobre quais significados presentes nesse enunciado que se dissemina e continua presente até hoje em diversos lugares? Quais lacunas podem emergir a partir dele no que diz respeito às práticas que envolvem fazer turismo e fotografia?
    Já João Correia Filho reflete sobre o fato de nunca termos fotografado tanto, como um modo de atestar a experiência, o que contrariamente pode recusar a própria experiência, ao limitar esta a um souvenir (Sontag, 1983). E provoca, como “não” fotografar?

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here