Nova Embratur: fundamental para o turismo no Brasil

    0

    O presidente da Embratur, Vinicius Lummertz, disse em São Paulo que a aprovação, pelo Congresso, do projeto de lei que define o novo modelo de gestão da Embratur é fundamental para o desenvolvimento do turismo no Brasil. “Somos um País conservador, mas precisamos romper com isso e mudar, aceitar que entre as reformas da economia que são relevantes para o País avançar econômica e socialmente está a do turismo. Só com uma Embratur mais ágil teremos condições de enfrentar a concorrência internacional para atrair mais turistas para o Brasil. Até países com economia forte e que, tradicionalmente, eram extremamente industrializados, como o Japão, estão traçando metas para desenvolver o turismo”, resumiu Lummertz.

    Ele falava para uma plateia de mais de 700 líderes do setor hoteleiro, reunidos na 59ª edição do Congresso Nacional de Hotéis (Conotel 2017), na capital paulista. Lummertz comentou ainda que está otimista em relação à aprovação do projeto e adiantou que acredita que sua aprovação se dará num tempo relativamente curto. Quem também estava no evento e concordou com a análise do presidente da Embratur foi o deputado Otávio Leite, integrante da comissão de Turismo da Câmara. “Nós que somos militantes da causa do turismo, vamos dar nossa contribuição para aperfeiçoar o projeto. Temos que garantir, por exemplo, fontes permanentes de repasses de recursos. Fala-se em destinar um percentual da arrecadação das loterias federais. Mas, porque não analisar também a possibilidade de destinar um valor do que se arrecada com a venda de passagens aéreas para o exterior, como é feito na Argentina?”, provocou o parlamentar.

    O projeto de lei que cria o novo modelo para a Embratur, que passará a ser uma agência nos moldes da Apex (atualmente o Instituto é uma autarquia), vai dar mais autonomia à promotora do turismo internacional do Brasil. Ele foi enviado pela presidência da República à Câmara dos Deputados e na última terça-feira (16) foi lido pela mesa diretora. Agora será instalada a Comissão Especial que vai analisar o projeto e receber emendas dos parlamentares. Depois de ser votado na Câmara, terá que ser aprovado pelo Senado, seguindo para a sanção presidencial.

    No evento, que tem como tema central “Brasil rumo a 2020 – Crescimento Sustentável da Hotelaria”, também foram abordados temas em que existem posições polêmicas entre os integrantes do setor, como a questão da taxação para os sites de hospedagem. O ministro do Turismo, Marx Beltrão, que foi homenageado pela ABIH (Associação Brasileira de Indústria Hoteleira), organizadora do congresso, elogiou a iniciativa. A busca por crescimento sustentável é oportuna para consolidarmos o papel do turismo na economia e na geração de emprego e renda. Discutir inovação e tendências, certamente, ajuda o país a sair mais forte de situações adversas”, comentou o ministro.

    Estavam presentes na cerimônia de abertura o ministro do Turismo, Marx Beltrão; o presidente da ABIH Nacional, Dilson Jatahy Fonseca Jr.; e o deputado federal Otavio Leite; entre outros importantes nomes do setor.

    Informações: www.embratur.gov.br

    Da Redação

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here