Quarta-Feira, 24 de Maio de 2017
WTM-LA 2017

Novos negócios e networking marcam 5ª edição do evento

O segundo dia de atividades da 5ª edição da WTM Latin America & 47º Encontro Comercial Braztoa começou com um importante encontro político entre líderes do setor turístico latino-americano. A “Mesa Redonda Ministerial sobre Turismo como Ferramenta para o Desenvolvimento” foi composta por Marx Beltrão, Ministro do Turismo do Brasil, Lilian Kechichián, Ministra do Turismo do Uruguai, e Alejandro Lastra, Secretário do Turismo da Argentina, na concretização de uma reunião idealizada durante a WTM London, em novembro do ano passado.

Mais de 100 pessoas, entre líderes de entidades de classe, autoridades, executivos da iniciativa privada e profissionais do turismo acompanharam a conversa entre as lideranças dos três países que, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), estão entendendo o turismo como vertente de desenvolvimento sustentável.

“A WTM é, mundialmente, reconhecida por garantir encontros que promovam o networking, a geração de negócios e reflexão sobre os desafios e oportunidades da indústria. Realizar este encontro como um dos marcos da quinta edição da WTM Latin America é motivo de muito orgulho para nós Sabemos que estamos, efetivamente, contribuindo para o desenvolvimento da indústria”, disse Lawrence Reinisch, diretor da WTM Latin America.

A secretária da Organização Mundial do Turismo (OMT), Sandra Carvão, que mediou o debate, reforçou a importância de 2017, eleito como Ano do Turismo Sustentável, e destacou as três metas que permeiam o ano: aumentar a consciência sobre o poder desta indústria como ferramenta de desenvolvimento sustentável; mobilização do setor público e privado; mobilização com políticas públicas mudando o comportamento do consumidor.

Durante a reunião, o ministro brasileiro enalteceu a relevância das iniciativas que vêm sendo desenvolvidas, em especial as políticas de facilitação de vistos, fortalecimento de infraestrutura aérea, com mais conectividade, e promoção do destino, além da dimensão do território brasileiro e o potencial da parceria com a iniciativa privada. “Estamos trabalhando fortemente na pauta das concessões e de infraestrutura, ampliando o acesso às mais de 60 milhões de pessoas que viajam pelo Brasil. Mas o governo não consegue cuidar de tudo”.

Beltrão reforçou ainda que o País precisa utilizar o setor como mola de desenvolvimento econômico “gerando emprego e renda nas comunidades locais onde os empreendimentos do turismo já estão desenvolvidas”. O ministro brasileiro complementou que a indústria continua crescendo, mesmo diante dos desafios econômicos. “O turismo é o único setor que anda na contramão do desemprego”.

Geração de negócios

Outro destaque foi o início das requisitadas sessões de Speed Networking, na Networking Area. A atividade de negócios foi criada para que buyers tenham a oportunidade de conseguir o maior número de contatos com expositores em um curto espaço de tempo. As sessões contribuem para a diversidade dos contatos e receptividade entre os investidores, tornando mais dinâmico o relacionamento entre eles. “É muito importante destacar que não se trata de reuniões convencionais: o Speed Networking abre caminho para negócios que serão concretizados posteriormente”, apontou Reinisch.

Informações: latinamerica.wtm.com

Da Redação 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo