O futuro do viajante ético na convenção Social and Sustainable Tourism Summit 2017

    0

    De acordo com o relatório Future Traveler Tribes 2030 da Amadeus, nessa data existirá uma tribo de viajantes éticos que começamos a gerenciar já há alguns anos. Trata-se de turistas que tomarão decisões utilizando como norte o respeito pelo meio ambiente e a inclusão de diferentes grupos sociais em suas atividades e viagens, fato pelo qual será cada vez mais importante que as empresas que fazem parte do ecossistema turístico tenham propostas que se adaptem às necessidades desse grupo.

    O turismo é, talvez, uma das indústrias que mais dependem da interconexão entre países, por isso, seu impacto também é global. Os benefícios do turismo permeiam desde a camada macroeconômica até as comunidades que se dedicam a ele, em cada país. Por isso, todos os que participam dessa cadeia de valor, incluindo os viajantes, têm uma função a desempenhar na conquista de um turismo responsável. Os governos, as empresas, instituições e comunidades devem colaborar para conseguir isso.

    No painel “Entendendo e nos Comunicando com o Novo Turista” durante a convenção Social and Sustainable Tourism Summit 2017, realizada em Cancun nos dias 4, 5 e 6 de maio, Adolfo Jiménez, diretor comercial da Amadeus no México, observa que “o desafio não está somente em localizar esta tendência no contexto das viagens, mas em transformar a maneira pela qual conduzimos diversos processos dentro da nossa indústria. Como empresa de tecnologia acreditamos estar em uma posição privilegiada para propiciar e facilitar essa troca”, conclui o executivo.

    Tornando-se consciente de todos esses esforços o Amadeus IT Group, líder no fornecimento de soluções tecnológicas para a indústria de viagens e turismo, tomou iniciativas e deu passos concretos em termos de responsabilidade social que geram um impacto positivo sobre todo a cadeia da indústria turística em nível global. Por exemplo, a empresa mede de maneira efetiva as emissões de gases de efeito estufa e está comprometida com o turismo sustentável. A Amadeus também foi a única empresa de tecnologia da indústria de viagens presente pelo quinto ano consecutivo no Índice Dow Jones de Sustentabilidade e, no âmbito da América Latina, contribui socialmente por meio de diversos programas de voluntariado e de apoio à educação.

    O Social and Sustainable Tourism Summit 2017 contou com a participação de Céline Cousteau, documentarista e exploradora, de Susanne Becken del Griffith, do Institute for Tourism, e de Verónica Gómez, diretora da Organização Internacional de Turismo Social (OITS) para as Américas. De outro lado Adolfo Jiménez, diretor comercial da Amadeus no México, conta com uma longa trajetória na indústria de viagens, destacando sua liderança na área de Atendimento a Clientes em quatro aeroportos (México, Cancun, Acapulco e Porto Vallarta), além da Unidade de Negócios do segmento PME Amadeus para o México, América Central e Caribe nos dois últimos anos.

    Os viajantes éticos são apenas uma das Tribos de 2030 identificadas pela Amadeus. Existem outros cinco grupos que estão extremamente conectados e para os quais é necessário adaptar o futuro das viagens.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here