4º Fórum Turismo de Luxo destaca expectativas e anseios do mercado

O evento, promovido pela Promonde e pela Boarding Gate, contou com painéis com profissionais que puderam dar seu parecer pessoal do mercado

0
Christina Kler, diretora da Boarding Gate, e Cássio Vilela, sócio-diretor executivo da Promonde

A Promonde e a Boarding Gate promoveram, na noite desta quarta-feira (8), na Unibes Cultural, na capital paulista, a 4ª edição do Fórum Turismo de Luxo. Christina Kler, diretora da Boarding Gate, e Cássio Vilela, sócio-diretor executivo da Promonde iniciaram o evento destacando a importância do segmento para o mercado de turismo.

“O luxo é inovação, é o inesperado, algo excepcional, tradição, descoberta. O luxo também ensina e aprende. Tem propósito, o propósito de viajar”, destaca Christina. “Há quatro anos, a gente já sabia que este fórum viraria um ponto de encontro de profissionais interessados no setor”, completa Vilela.

Durante o evento, Milagros Ochoa, diretora do Escritório de Turismo do Peru no Brasil, relembrou que o luxo é autenticidade. “É um roteiro que queremos que as operadoras desenvolvam, que une a experiência básica com o vivencial”, afirma a profissional, que aproveitou o encontro para demonstrar um pouco do que o Peru tem a oferecer para o mercado de luxo e instigando os profissionais a incluírem o destino em seus produtos.


LEIA MAIS:
+ Unedestinos e Visite São Paulo promovem 2º Fórum Hotelaria de Luxo em SP
+ Atlantis Paradise Bahamas moderniza torre de luxo 
+ Kempinski Hotels anuncia seu primeiro resort de luxo em Cuba

Já Guilherme Macedo, mestre cervejeiro da Cervejaria Nacional e que foi desafiado a desenvolver uma cerveja que representasse o Brasil, mas inspirado em Mônaco, destacou o importante papel da experiência sensorial no mercado luxo. “Além de estar em bons lugares, em destinos bonitos, a experiência gastronômica e sensorial é considerada luxo. É um mercado que precisa de conexão e desenvolvimento de habilidades sensoriais”, declara.

Destinos: Cases de Sucesso

Gisele Abrahão, fundadora e CEO da GVA, Natalie Soares, editora do Sunday Cooks, e Danielle Roman, presidente da Interamerican Network

Além disso, o evento contou com painéis com a participação de alguns profissionais do setor. O primeiro, intitulado “Destinos: Cases de Sucesso”, contou com a participação de Gisele Abrahão, fundadora e CEO da GVA, e Danielle Roman, presidente da Interamerican Netowrk, que puderam dar seu parecer do mercado de luxo nos destinos que gerenciam, como Nova Iorque e Noruega.

“Nova Iorque é um destino único, uma cidade que, independente de quantas vezes visite, há sempre alguma coisa nova para se fazer. O luxo entrou em um dos pilares da NYC Company neste ano. É um destino que tem diversidade, mas é necessário experiência e personalização, algo que faça o visitante sentir que destino foi feito para ele, principalmente os brasileiros, que se distinguem por querer curtir o destino por completo”, comenta Danielle.

“Viajar é luxo e luxo é viajar. Na Noruega, por exemplo, sentimos os números vêm crescendo bastante nos últimos dois anos. Está mais fácil de divulgar o destino e seus atrativos. O desafio atualmente é estabelecer relacionamentos. Além disso, os brasileiros são de uma cultura do hoje, que se deixam levar pelo o que está em alta, o que é tendência. No entanto, aos pouco, este cenário está mudando e a internet vem auxiliando nessa conversão, que facilita os viajantes a conhecerem o destino, despertando o desejo de viajar”, aponta Gisele.


LEIA MAIS:
+ Tendências e perspectivas do turismo de luxo serão debatidas
+ Iberostar Grand Amazon reafirma vocação para experiências de luxo
+ Virtuoso define expectativas e tendências para mercado de luxo de 2019

Além disso, as profissionais declararam que as mudanças políticas no Brasil não afetaram o mercado de luxo, e sim, tem impulsionado ainda mais. “Oferecemos produtos caros e essas mudanças não deixam os viajantes de luxo receosos. Devemos, na verdade, nos atentar que os visitantes tem procurado, por conta própria, montar seus pacotes. Talvez isso se dê porquê estão cansado de ver mais do mesmo. É aí que devemos mostrar proatividade. Não esperar que o cliente nos peça algo personalizado. É momento de ir lá e oferecer a autenticidade”, aconselha a CEO da GVA.

Novos Caminhos da hotelaria de Luxo

Caroline Putnoki, diretora da Atout France da América Latina, e João Annibale, diretor regional sênior da The Leading Hotels of the World

Outro painel promovido foi “Novos Caminhos da Hotelaria de Luxo”, que teve a participação de Caroline Putnoki, diretora da Atout France da América Latina, e João Annibale, diretor regional sênior da The Leading Hotels of the World, que puderam dar seu parecer do atual e futuro setor na hotelaria.

“O turismo e luxo não é para todos, é para quem pode, quem quer, quem tem cultura o suficiente para isso. Geralmente começa com a ostentação, mas é seguido pela autenticidade, mas ainda com suas exigências, já que se trata um viajante empobrecido de tempo, carente de atenção e que quer sentir a genuína e autêntica hospitalidade”, comenta Annibale, que aproveitou para destacar a relação do luxo com a sustentabilidade, que só existe por parte dos millennials.

“A nossa sorte é que os brasileiros se esquecem rapidamente e não se deixam, por exemplo, levar em conta problemas que acontecem no destino um mês atrás em Paris. É um País com diferença de classes, com uma situação econômica complicada, mas é uma clientela que tem facilidade em se adaptar”, aponta Caroline.


LEIA MAIS:
+ North America Destinations oferece frota de luxo com nova empresa
+ Procolombia apresenta novo diretor e visa manter fluxo de brasileiros
+ Key Partners representará hotel de luxo francês no Brasil; veja

A Experiência no universo do Luxo

Alessandra Savoia, diretora do Bahia Principe Hotels & Resort, e Andrea Carneiro, diretora de marketing e vendas do Four Seasons

O terceiro e último painel da noite foi “A Experiência no Universo de Luxo”, que contou com os pontos de vista de Alessandra Savoia, diretora do Bahia Principe Hotels & Resort, e Andrea Carneiro, diretora de marketing e vendas do Four Seasons.

“Imagina trabalhar experiência em um empreendimento all inclusive. É difícil. Por isso, criamos um conceito que trabalha o ser feliz com vivências proporcionadas dentro do próprio negócio, como uma aula de ginástica diferente, uma alimentação distinta, uma aula de cerâmica. A experiência é uma coisa pessoal e que resulta em momentos inesquecíveis”, ressalta Alessandra.

“Começamos nossa operação no dia 15 de outubro e buscamos talentos que pudessem absorver a marca. Este foi nosso desafio. Contudo, posso confirmar que a gente tem conquistado bons resultados, com colaboradores que entenderam a genuinidade do servir, o empoderamento, com conhecimento, com vontade de entender o mercado de luxo em São Paulo. Buscar mostrar novidade desde o pré até o pós venda faz muita diferença”, conta Andrea.

Para finalizar, foram sorteados jantar para duas pessoas no Lima Cocina Peruana, duas noites de hospedagem no Estalagem Wiesbaden, em Monte Verde, três noites no Paradis Beachcomber Golf Resort & Spa, em Ilhas Maurício, e uma massagem no Four Seasons de São Paulo.


LEIA TAMBÉM:
- Otávio Leite confirma presença no Fórum de Turismo LGBT do Brasil 2019
- Vinicius Lummertz estará no Fórum de Turismo LGBT do Brasil 2019
- Visit Britain confirma participação no 3º Fórum de Turismo LGBT

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here