A arte de viajar bem

Por Christina Kler*

28/03/16 – Desde que a internet invadiu nossa vida, é possível conhecer destinos sem sair do lugar. São tantos os vídeos, as fotos, as informações disponíveis, mas um forte desejo nos leva a querer sentir tudo de perto, saborear a
vida, descobrir regiões únicas, viver o momento longe de casa.

Sempre me pergunto que tipo de viajante eu sou: a que usa a viagem para uma imersão nas diversas culturas, a que só quer mesmo é relaxar e não se preocupar com nada ou a detalhista, que não deixa escapar um só momento sem ter algo para fazer, uma visita a um museu, um passeio, um teatro, um restaurante gourmet, vivendo cada segundo intensamente. Chego à conclusão que todas as respostas estão no destino que se escolhe.

Minha vida me levou mundo afora, me tirou cedo do Brasil e eu nunca mais parei. Ultimamente, meu maior desejo é conhecer novos países, viver aquela sensação que é um misto de apreensão e sede de aventura. E esta vontade do desconhecido me abriu o mundo exótico, luxuoso e especial das Maldivas.

O Arquipélago das Maldivas, localizado 400 quilômetros a sudoeste da Índia, tem cerca de 1.2 mil pequenas
ilhas de corais que formam atóis espalhados pelas águas azul turquesa do Oceano Índico. Lá se encontram os mais luxuosos e modernos resorts do mundo com serviços impecáveis, cada um em sua ilha particular. É um refúgio onde
reinam a beleza e a tranquilidade. A escolha é difícil entre os tantos resorts com bangalôs sobre as águas ou as praias
de areia intocada e vistas espetaculares.

Para chegar lá, há diversas possibilidades desde Dubai, Abu Dhabi, Doha e até Istambul. E a viagem combinada com uma destas cidades se torna ainda mais especial. Minha escolha particular foi o Velaa Private Island, localizado no lindo Noonu Atoll que fica a 187 quilômetros de Malé. O proprietário, oriundo da República Tcheca, o construiu para dar de presente para sua amada… O que poderia ser mais romântico? Aqui encontrei a perfeição. Como disse Paul
Gauguin, “fechei meus olhos para ver”… A harmonia das cores, a beleza da vegetação do entorno o perfume de capim cidreira no ar.

Velaa, tartaruga no idioma local, foi projetado pelo arquiteto tcheco Petr Kola que trouxe para o resort um design contemporâneo, porém íntimo, com toques típicos das Maldivas. A surpresa maior foi o jantar no Aragu Signature Restaurant, onde o jovem chef Gaushan de Silva levou a experiência gourmet a um novo nível, combinando a paixão pela arte culinária com ingredientes autênticos do arquipélago.

Esta fina gastronomia num cenário de sonho, com mesas rodeadas por peixes voadores e certa magia no ar, não poderia ser mais deliciosa e exclusiva. Um momento único que vale a viagem para tão longe. Um luxo para viajantes que, hoje em dia, buscam lugares ideais onde sonhos se tornam realidade.

* Christina Kler é onsultora de turismo de luxo da Net Hospitality Brasil

Deixe uma resposta