Abav Expo 2018 espera 23 mil inscritos e retorno do mercado estrangeiro

0
Magda Nassar e Geraldo Rocha da Abav, entre parceiros da Ampro, Abracorp, AirTkt e OAB

A Abav Expo 2018, que acontece entre os dias 26 a 28 de setembro no Anhembi, em São Paulo, espera atrair 23 mil pessoas, terá o retorno de alguns representantes do mercado internacional, como a China, e a 1ª participação de outros como Polônia e a aviação boliviana.

Além disso, a feira contará com 1,1 mil marcas expositoras (sendo 32 estrangeiras). Dentre as expositoras estarão a Abracorp (retornando neste ano com a ilha corporativa), a Clia Brasil, Ampro (com painéis de Mice), Travelport (painéis de Big Data), alem da OAB que terá 4 painéis, na quarta e quinta-feira, voltados para as legislações do turismo.

“O mercado interancional está cada vez mais vendo a importância da Abav Expo e a recuperação do Brasil. Todas as companhias aéreas nacionais lançaram rotas para o exterior recentemente, isso mostra um mercado cada vez mais forte”, destacou o presidente da Abav Nacional, Geraldo Rocha.

“O mercado está em crescimento. No ano passado, as operadoras associadas da Braztoa cresceram 8%, sendo que em 2016 elas tiveram quedas entre 25% a 27% pela retirada dos investidores durante a crise”, apontou a presidente da Braztoa e VP da Abav Nacional, Magda Nassar.

Retorno da Abav ao Anhembi

Geraldo Rocha, presidente da Abav Nacional, assumiu o posto há cerca de três meses

Um dos detalhes que mais se sobressaem na Abav Expo deste ano é o local da feira. Ao contrário das últimas edições, realizadas no Expo Center Norte (também na capital paulista), o evento retorna ao Pavilhão de Eventos do Anhembi. Geraldo Rocha explica o porquê.

“Decidimos voltar ao Anhembi pois já havíamos deixado pago a realização da Abav em gestões anteriores. Com isso, ficamos com crédito quando decidimos levar a feira ao Expo Center Norte nos último anos, e agora retornamos ao pavilhão para não perdemos esse crédito”, apontou o presidente.

“O retorno ao Anhembi não foi nossa primeira escolha mas também não foi a última. É um local que comporta a realização da Abav Expo, além de outros grandes eventos sem maiores problemas”, complementou Nassar.

Força-tarefa na política

Durante o anuncio dos detalhes da feira, Geraldo Rocha e Magda Nassar apontaram as dificuldades em pautar o turismo para a classe política, mencionando os entraves para zerar o Imposto de Renda Retido na Fonte (IRFF), cobrado quando há o envio ao exterior valores destinados à cobertura de gastos pessoais em viagens, e para a votação da Lei Geral do Turismo.

Além disso, os executivos também ressaltaram a importância do documento do Conselho de Turismo da CNC, que elaborou uma série de medidas em conjunto com as associações e enviado aos candidatos à presidência.

“Precisamos fazer a classe política notar o turismo como tendo o investimento mais baixo para o retorno mais rápido da economia, por movimentar diversos setores. A votação da nova Lei Geral do Turismo está parada e os políticos parecem desinteressados”, apelou o presidente da Abav Nacional.

Confira mais notícias de Feiras e Eventos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here