Abear: indicadores de abril registram os piores números desde 2000

De acordo com a associaçaõ, a demanda de voos caiu mais de 93%, ao memso tempo que a oferta de assentos contou com uma recaída de 91,35%

Abear

De acordo com a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), a demanda de voos doméstico caiu 93,09% em abril, se comparado com o mesmo período do ano passado. A oferta de assentos nos aviões recuou 91,35% nos mesmos parâmetros. Esses são os dois piores indicadores mensais históricos da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

A taxa de ocupação dos aviões ficou em 65,45% em abril, 16,42 pontos percentuais abaixo na comparação anual, registrando o desempenho mais fraco desde junho de 2010. O volume de passageiros transportados em voos nacionais retraiu 94,55%, chegando a 399.558 pessoas, o pior resultado mensal em 20 anos.

Já em âmbito internacional, o transporte de passageiros cai 98,13% em março, frente ao mesmo mês em 2019. A oferta recuou 96,42% na mesma base de comparação e o aproveitamento dos aviões teve redução de 40,53 pontos percentuais para 44,25%. Ao todo, foram transportados 9.210 passageiros, um decréscimo de 98,7%, demonstrando, mais uma vez, os piores desempenhos mensais desde 2000.

A demanda por transporte de cargas no País recuou 66,86% em abril, em relação ao mesmo ínterim do ano passado. Para o mercado internacional, a retração foi de 58,8%.


Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui