ABIH-SP registra retração de 6,9% na diária média em agosto

Em comparação com mesmo mês em 2019, a também ABIH-SP confirmou queda nos principais indicadores (ocupação, diária média e RevPar)

ABIH-SP

Após crescer em julho, a diária média da hotelaria paulistana, em agosto, sofreu queda de 6,9% com relação a julho – R$ 235,80. O número é fruto de variações negativas na maioria das zonas contabilizadas, com destaque de piores baixas em Alta Mogiana e Vale do Paraíba. As regiões com índices melhores são Vale do Ribeira e Sudoeste Paulista. As informações são da ABIH-SP.

De modo geral, locais de apelo corporativo continuam com resultados piores e recuperação mais lenta. No entanto, o pequeno aumento no que tange a situação da pandemia é, de acordo com a ABIH-SP, animador para o trade.

Na comparação com agosto de 2019, último ano antes da pandemia da Covid-19, os resultados também foram negativos. O índice teve queda de 25,36%. Na ocupação, a taxa ficou em 41,08%, caindo 40,48% ante mesmo período em antes da pandemia.

No que diz respeito à série histórica, contudo, a ocupação foi a maior registrada pelo segundo mês consecutivo. A capital foi destaque com a menor negativação, mas a capital expandida e regiões do interior tiveram os números mais positivos. O Sudoeste sofreu a maior retração.

Um das razões apontadas pela ABIH-SP para isso é o retorno da agenda de eventos nos municípios. De pequenas reuniões corporativas a feiras e atividades congêneras, a retomada faz diferença nos índices de ocupação.

ABIH-SP: outros números

A pesquisa demonstrou que no mês em questão, o número de hotéis abertos recuou, passando para 98,33% do total pesquisado contra 100% em julho. Em agosto deste ano, os hotéis em operação mantiveram, ainda, 11,84% de suas UHs fechadas. Isso significa manutenção da estabilidade dos indicados em relação a julho, quando 11,21% destas não eram utilizadas.

Por fim, como resultado dos indicadores anteriores, o RevPar também sofreu retração. Com valor de R$ 96,87, o índice caiu 56,25% frente agosto do ano retrasado.

Em agosto de 2021, Centro-Oeste, Terra do Sol, Capital Expandida e Vale do Ribeira apresentaram variação positiva em relação ao mês anterior. O restante variou negativamente.

Deixe uma resposta