Accor apresenta resultados de pesquisa encomendada sobre business travel

Por: Priscila Ferraz

A Atout France, que tem como objetivo promover o destino França, e o grupo hoteleiro Accor organizaram hoje, dia 24, um coquetel para celebrar e homenagear profissionais brasileiros do Mice e Viagens Corporativas. O evento ocorreu em São Paulo aproveitando a feira WTM Latin America, que acontece até amanhã, dia 25, e também apresentou como destaque o resultado de uma pesquisa encomendada pela Accor com foco no mercado brasileiro do business travel – que representa 85% da receita do grupo na América Latina.

 

“Tivemos, no ano passado, 660 mil pessoas viajando do Brasil para a França e 89 milhões de turistas no total. Esse resultado não foi em relação à Europa, que cresceu pouco. O resultado do Brasil nos deixa muito otimistas para o futuro e temos previsões de que o aumento continuará em torno de 6% nos próximos anos. Para conseguir o crescimento, confiamos em diversos segmentos de mercado e estamos trabalhando em diferentes temáticas (como vinho, religião, entre outros). Mas uma das temáticas mais importantes é a que diz respeito às viagens de negócios, que são responsáveis por 20% do fluxo de turistas brasileiros que viajam para o destino”, apontou o diretor para Américas da Atout France, Jean Philippe Pérol.

 

Quanto à pesquisa de mercado, o vice-presidente sênior de distribuição, vendas e marketing para América Latina, Emanuel Baudart, contou, em entrevista exclusiva ao Brasilturis Jornal, que a empresa internacional contratada (Concomitance) é uma consultoria especializada no mercado e trabalha principalmente para a American Express. Na apresentação de resultados, os responsáveis demonstraram como foi feito o trabalho: 480 organizações foram entrevistadas (empresas dos mais variados tamanhos) em todos os setores da economia – sendo 240 delas feitas no Brasil -, o que apontou alguns resultados interessantes, como, por exemplo, quanto representa o mercado de business travel (US$ 1,1 bilhão). Diante deste cenário, a América Latina conta com um crescimento de 7,2% ao ano.

 

Além disso, a pesquisa apontou que 75% do orçamento é destinado a passagens aéreas e hotel. Outro dado importante demonstrou que 75% das organizações utilizam agências de viagens (principalmente locais) para seus negócios. Por fim, as perspectivas garantiram que o orçamento médio das empresas (em relação ao business travel) aumentará 5,8% nos próximos 12 meses – o Brasil, especificamente, aumentará 5,5%.


Copa do Mundo

 

A Accor, que já opera no Brasil há 30 anos, está presente em 100 cidades do País com 193 hotéis. Para o Mundial, cerca de 80 hotéis estarão envolvidos, já que estão presentes nas 12 cidades-sede. “Isso quer dizer que mais de 100 de nossos hotéis não terão nada a ver com o evento, o que cria uma necessidade de equilibrar os negócios. Alguns hotéis terão um bom faturamento e se beneficiarão com o período, enquanto outros não. Para nós a Copa do Mundo representa mais em termos de visibilidade. A Accor já é conhecida no mundo inteiro, mas agora poderemos mostrar como é o serviço oferecido no Brasil. Não à toa, estamos investindo em treinamento de funcionários, inclusive em atendimento e idiomas”, contou Baudart.

 

Segundo o executivo, o crescimento do revPAR, em comparação ao mesmo período do ano passado, em junho e julho será de 12% ou 13% – isso considerando todo o grupo. Já para o ano, o crescimento esperado é de 6%.

 

Ao ser questionado sobre a diária média, Baudart garantiu tranquilidade quanto ao assunto, já que a Accor não está praticando preços elevados. “Nossos preços não são abusivos em nenhum lugar, nenhuma cidade em nenhum dia e isso é fato comprovado no Procon. Claro que será mais caro do que um dia normal de junho, mas os preços praticados não serão mais altos do que Carnaval e Reveillon, datas que, para nós, tem maior representatividade”, considerou.

 

A disponibilidade de quartos também foi tema da conversa. Os empreendimentos do Rio de Janeiro estão com as habitações ocupadas, principalmente devido ao fato de o destino ter carência de hotéis. Já São Paulo está com disponibilidade para compra, assim como outras cidades-sede, que aumentarão sua ocupação na véspera e em dia de jogos somente.


Tarifas promocionais

 

No próximo sábado, dia 26, o grupo disponibilizará 100 mil diárias do mercado brasileiro com tarifas promocionais. A janela de reserva vai do dia 27 deste mês a 9 de maio para estadias entre o período de 1o de maio e 31 de julho. “Isso comprova nosso comprometimento com os preços. Fazemos este tipo de ação para mostrar ao público que, mesmo sendo líder de mercado, a Accor não pratica preços abusivos. Durante o período da Copa do Mundo, por exemplo, será possível encontrar alguns hotéis Íbis com diárias a R$ 99. Nas cidades-sede vamos demonstrar a importância de confiar no Mundial tanto para o negócio quanto para a nossa relação com o mercado brasileiro”, finalizou.

 

 

Priscila Ferraz de Mello

Deixe uma resposta