Accor faz balanço de 2020 e projeta ações para os próximos anos

Rede hoteleira informou que terá 500 hotéis na América do Sul, até 2023, e estreia de uma nova bandeira no Brasil

Accor
Thomas Dubaere, CEO da Accor para a América do Sul

Direto da nova sede, na capital paulista, Thomas Dubaere, O CEO da Accor para a América do Sul, divulgou os resultados da rede em 2020 e delineou as perspectivas do grupo para o futuro próximo. Sem surpresas, a pandemia causou quedas em índices como RevPAR (-61,9%) e receita (-58%, totalizando 76 milhões de euros). Os números, entretanto, não modificaram o escopo de atuação do grupo no continente. “Totalizamos 39 marcas e estamos crescendo com clientes diferentes, em todos os segmentos”, disse, reforçando que o foco prioritário será o lazer.

Abel Castro

Abel Castro, vice-presidente sênior de Desenvolvimento para América do Sul, revelou o número de hotéis abertos em 2020 e adiantou projetos que estão no pipeline do grupo. No ano passado, a Accor adicionou 29 mil quartos e 205 hotéis novos ao portfólio em todo o mundo, sendo 40% deles na China. Os contratos assinados inserem mais 50 mil quartos em 287 hotéis pelo globo.

Atualmente, a América do Sul tem 393 hotéis em funcionamento, somando 62 mil quartos disponíveis – 14 estabelecimentos com 1,8 mil apartamentos foram abertos durante a pandemia. Até 2023, a rede planeja a abertura de 97 hotéis e já tem 13 contratos assinados, chegando à marca de 500 empreendimentos operados no continente. “A região é importante para a Accor para a expansão do turismo, pois há um grande potencial para crescer no segmento de lazer”, disse Dubaere, reforçando que a rede dará continuidade ao plano de expansão.

Neste ano, a Accor prevê aberturas na Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai. O Brasil terá novos empreendimentos no Rio de Janeiro (Sofitel Ipanema e Jo&Joe Largo do Boticário), Rio Grande do Norte (MGallery Pipa), São Paulo (Novotel São Paulo Jardins, na capital, e Novotel Lençóis Paulista, no interior) e Minas Gerais (Novotel BH Savassi e ibis budget BH Savassi).

O início das operações do ibis Styles Maragogi, outra novidade aguardada, foi previsto para 2024. O País também terá a estreia mundial da bandeira “By Mercure”, criada para sinalizar a conversão de hotéis independentes. O primeiro empreendimento a ostentar a marca é o Thermas de Olímpia Resort, no interior paulista.

Deixe uma resposta