Adibra cria Comitê Educacional e aposta em capacitação de associados

De acordo com Cyntia Carneiro, diretora de Educação da Adibra, os cursos serão realizados de forma presencial quando o momento for oportuno

Adibra

A Associação das Empresas de Parques de Diversões do Brasil (Adibra) implementou o Comitê Educacional e está investindo em novas estratégias para treinar e desenvolver os seus associados.

Entre as novidades, está a implantação de uma conexão fácil e dinâmica aos conteúdos, postados no site da entidade. Para isso, a Adibra conta com tecnologia e conectividade que, em breve, proporcionarão acesso a uma plataforma online, onde os cursos EAD estarão alocados.

O Comitê Educacional é formado por um time de profissionais com competências múltiplas na área de Educação e reúne representantes de empresas associadas da Adibra, que vão de norte ao sul do Brasil.

Entre eles estão:

  • Fabiane Maimone – Da20 Cenografia, de Salvador (BA);
  • Fábio Ferreira – FFS Engenharia e Controle, de São Paulo (SP);
  • Leonardo Aguiar – Parque Bambolim, de Fortaleza (CE);
  • Manuel Sandoval – Alpen Park, de Canela (RS);
  • Rafael Santos – Parque da Mônica, de São Paulo (SP).

Cyntia Carneiro, diretora de Educação da Adibra, explica que os cursos serão realizados também de forma presencial, assim que for possível, visto que alguns treinamentos precisam da aplicabilidade e da vivência em campo.

“Falar sobre operação eficiente, por exemplo, sem dinâmicas de interação e socialização, dificilmente será uma realidade para o nosso setor, que tem a experiência ao vivo como carro-chefe”, comenta a profissional.

Cyntia Carneiro

Cyntia revela ainda que a grande aposta da Adibra é o incentivo à criatividade como uma ferramenta poderosa nos processos que necessitam de doses mínimas ou mesmo extras de resiliência.

“Parques de Diversões, Parques Aquáticos, Centros de Entretenimento Familiar (FEC’s), Atrações Turísticas e Buffets fecharam as portas, mas enquanto isso, a Adibra não continha esforços para ‘apagar incêndios’ nas áreas política e jurídica, e buscava se reinventar na educação”, afirma.

Durante esses meses, a Adibra promoveu eventos on-line que abordaram os temas mais relevantes e adequados ao momento. “Foi o boom das lives e dos webinars. Agora sofremos uma espécie de ressaca e isso também precisou ser levado em consideração em nossos planos para uma reestruturação eficiente”, pontua Cyntia.

A diretora de Educação ressalta que o mercado do entretenimento tem futuro promissor no mundo pós-pandemia, mas, enquanto isso, é preciso apoio mútuo para que todos consigam passar por momentos de extrema dificuldade.

Deixe uma resposta