Aeroporto de Guarulhos só autoriza voos da Avianca mediante pagamento à vista

De acordo com a nota do Gru Airport, divulgada na noite desta quinta-feira (11), a companhia aérea já foi notificada da mudança do critério de cobrança das tarifas

0
Avianca Holdings
Avianca Holdings coloca em prática reestruturação da empresa

Na noite desta quinta-feira (11), a Gru Airport divulgou uma nota sobre a Avianca Brasil, deixando claro que os voos operados pela companhia só serão autorizados, caso a empresa pague a tarifa do aeroporto à vista.

Recentemente, a Avianca Brasil anunciou o fim das operações em três aeroportos: Aeroporto Internacional Rio Galeão (RJ), Aeroporto de Petrolina (PE) e Aeroporto Internacional de Belém/Val-de-Cans (PA).


LEIA MAIS:
+ Azul negocia 30 aeronaves e 70 pares de slots da Avianca Brasil
+ Avianca Brasil abre vendas de voo diário de Buenos Aires a Guarulhos
+ Em recuperação judicial, Avianca garante voos normalizados

Além disso, a companhia anunciou, no começo do ano, a interrupção de três rotas internacionais: Santiago, Miami e Nova Iorque. Além disso, outras rotas, incluindo Bogotá e Buenos Aires, foram passadas para a Avianca Argentina e Avianca Colombia, respectivamente.

Segue abaixo a nota na íntegra:

GRU Airport informa aos passageiros que tenham viagens domésticas agendadas com a Oceanair Linhas Aéreas S.A. (“Avianca Brasil”), em recuperação judicial, que, a partir de 12 de abril de 2019, os voos operados pela Avianca Brasil serão autorizados a decolar mediante o pagamento, à vista, das respectivas tarifas ao aeroporto.

A companhia aérea já foi notificada da mudança do critério de cobrança das tarifas a fim de que possa adotar as medidas necessárias para evitar atrasos na liberação dos voos.


LEIA TAMBÉM:
- Azul anuncia nova operação que liga Palmas (TO) a Recife (PE)
- Latam iniciará operações em novo aeroporto de Macapá; veja data
- Azul aumenta frequência da operação que liga Campinas (SP) a Toledo (PR)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here