Aeroporto Internacional de João Pessoa inicia obras em fevereiro

Segundo Karla Ceravolo, diretora do Aeroporto Internacional de João Pessoa, as obras envolvem climatização, sanitários e sinalização

Aeroporto Internacional de João Pessoa

Karla Ceravolo, diretora do Aeroporto Internacional Presidente Castro Pinto, de João Pessoa – destino que contou com novos protocolos sanitário de eventos -, e representante da Aena Brasil, afirmou que as obras de infraestrutura terão início a partir de fevereiro. Nesta sexta-feira (22), ela se reuniu com Daniel Rodrigues, secretário de Turismo de João Pessoa, para discutir medidas que possam melhorar o atendimento às pessoas que utilizam o aeroporto.

De acordo com Rodrigues, a diretora afirmou que o projeto da Aena Brasil prevê a melhoria do sistema de climatização, da sinalização externa e interna, além de obras hídricas nos banheiros. A executiva negou que esteja havendo problemas com o ar-condicionado e que o desconforto com o calor durante o dia é resultado da própria arquitetura do Castro Pinto, com muitos vidros e que acabam provocando uma sensação térmica ruim. As obras estavam previstas para fevereiro de 2020, mas tiveram que ser adiadas por conta da pandemia do covid-19.

O Castro Pinto atende a três companhias aéreas (Gol, Latam Brasil e Azul), que operam atualmente 21 voos diários juntas. O secretário disse que a Aena está aberta para discutir a ampliação da malha aérea e voos em horários melhores. “Ficamos de evoluir nessa pauta com o Governo do Estado e a PBTur para que possamos oferecer mais opções de voos tanto para os paraibanos como para os turistas”, apontou Daniel Rodrigues.

A Secretaria de Turismo passará a receber informativos atualizados da movimentação de passageiros e operações de voos para começar a elaborar novas parcerias. Uma delas deve ser a elaboração de um projeto de marketing nas instalações do aeroporto, o que possibilitará a divulgação de pontos turísticos de João Pessoa que serão visualizados pelos turistas que desembarcarem.

Rodrigues disse, ainda, que a reunião foi bastante produtiva e que a diretora do aeroporto se mostrou bastante receptiva para atender as demandas colocadas pela Secretaria de Turismo. O Castro Pinto é uma das portas de entrada de turistas na Paraíba e, segundo o secretário, precisa ser uma referência de excelência da cidade. Ele estava acompanhado por Ferdinando Lucena, secretário executivo do Turismo, e Débora Souza, diretoria de Marketing da Setur-JP.

Deixe uma resposta