Agência de viagens Almundo estreia no Brasil com a meta de vender US$ 45 mi online

0
Luciano Barreto e Juan Pablo Lafosse, da Almundo

A Almundo comemorou sua chegada ao Brasil com uma festa para convidados do trade na noite desta quarta-feira (16), em São Paulo. A agência de viagens multicanal tem forte presença na América Latina, com operações na Argentina, Colômbia e México. A operação brasileira está a cargo de Luciano Barreto, ex-Submarino Viagens, e funciona há três meses no esquema de “soft launch”.

A empresa, que tem investimento do Grupo Iberostar, está aportando US$ 15 milhões em seu primeiro ano no Brasil. E a meta de resultados é ousada: a expectativa é vender US$ 45 milhões em 2018 e chegar a US$ 300 milhões em 2020. A equipe local possui 60 colaboradores, muitos deles vindos da Submarino Viagens, segundo Barreto.

“A Almundo vem crescendo muito e tem alcançado bons resultados nos outros países. Em até quatro anos, o Brasil deve representar 40% do faturamento total da empresa. A gente vem para brigar pelas melhores posições com uma equipe talentosa, que já tem relações com o mercado e com os fornecedores, com uma plataforma robusta e inovadora, ou seja, não vamos ter curva de aprendizado porque já conhecemos a indústria. Queremos ser player relevante no Brasil e temos capacidade, inclusive financeira, para isso”, afirma o CEO no Brasil.

Apesar de ter cerca de 60 lojas na Argentina, com um conceito que aposta em tecnologia seguindo o modelo da Apple Store, no Brasil, a operação inicialmente será apenas online. Algumas apostas locais são a criação de um marketplace com a oferta de produtos e serviços de empresas menores que não fazem distribuição online e os experts, uma área da plataforma que tem o objetivo de conectar influenciadores, freelancers, produtores de contéudo e qualquer pessoa que queira contribuir com o ciclo de um viajante, do planejamento ao pós-venda.

“Nosso modelo é o revenue share, queremos compartilhar resultados com a rede de especialistas que vai oferecer o melhor atendimento para o cliente da Almundo”, diz Barreto.

Um dos fundadores e CEO global da companhia, Juan Pablo Lafosse comemorou a chegada da empresa ao novo mercado. “Desde o início queria estar no Brasil, por ser o maior país da América Latina, e estou muito feliz por ter os melhores profissionais. Queremos transformar a vida das pessoas com viagens e transformar o mundo”, afirmou.

A Almundo tem faturamento global de US$ 740 milhões, cerca de mil colaboradores e três milhões de clientes atendidos.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here