Air Canada fixa regras para isenção de multa na remarcação de passagens

Air Canada suspende voos do Brasil

A Air Canada esclarece dúvidas sobre a isenção de multas na remarcação de bilhetes emitidos entre 20 de março de 2020 e 31 de março de 2020, com data original de partida até 31 de março de 2021. A ação é válida para todos os destinos operados pela empresa, contanto que a remarcação seja realizada com pelo menos duas horas de antecedência ao horário de partida do voo.

A alteração gratuita deve estar de acordo com as seguintes regras:

  • Remarcação dentro do prazo: isenção de multas; ADCL (diferença de taxas e tarifa) – se houver, serão aplicadas as regras da tarifa.
  • Remarcação fora do prazo: multa será aplicada; ADCL (diferença de taxas e tarifa) – será cobrada de acordo com as regras da tarifa paga pelo passageiro.
  • Mudança de destino: dentro da validade do bilhete, os passageiros podem optar por viajar de/para um destino alternativo operado pela Air Canada. Serão isentas as multas de remarcação e a ADCL (diferença de taxas e tarifa) será aplicada.
  • Reembolsos: serão feitos dentro das regras tarifárias.
  • Endosso de bilhetes: as regras da empresa foram reajustadas para que a multa seja automaticamente cancelada. Caso a multa não seja cancelada automaticamente, em um bilhete com direito a isenção, o passageiro deve utilizar o código de endosso – CHNGFEE20.
  • Bilhetes Aeroplan: o viajante deve consultar o Aeroplan para informações sobre as remarcações.

Deixe uma resposta