Air Europa faz balanço de 2019 e vê crescimento no mercado brasileiro

Novidades em rota, reestruturação e frota marcam ano da companhia no País
Air Europa
Gonzalo Romero, diretor geral da Air Europa no Brasil (Foto: Ana Azevedo/Brasilturis Jornal)

Com faturamento de US$ 115 milhões de dólares e quatro rotas diretas para a Europa, a Air Europa faz um balanço positivo de 2019. Além de números considerados expressivos pela companhia, o Brasil ficou na quarta posição dentre os mercados mais importantes.

Para Gonzalo Romero, diretor da Air Europa no Brasil, o bom desempenho se deve a reestruturação interna. Esta, por sua vez, vai desde a mudança da sede brasileira de Salvador (BA) para São Paulo (SP) até a contratação de profissionais e posicionamento forte no setor corporativo.


LEIA MAISAir Europa firma codeshare com Gol; voos começam em janeiro de 2020IAG pretende concluir compra da Air Europa em 2020Air Europa apresenta rota Fortaleza-Madri para agentes cearenses

No caso destes que viajam a negócios, a representação chega a cerca de 10% do fluxo da Air Europa. “Esse público é muito exigente no que diz respeito a qualidade dos serviços, pontualidade e modernidade das aeronaves” comenta.

Brasil

Em 2019, 350 mil pessoas viajaram com a companhia espanhola no Brasil, com alta taxa de ocupação em todas as operações. Em suma, as cidades onde os voos tiveram maior ocupação méida foram São Paulo (88%), Salvador (86%) e Recife (80%).

A partir de sexta-feira (20), a Air Europa opera a rota Fortaleza-Madrid, sendo duas saídas por semana. Esta já conta com 80% dos voos de dezembro e janeiro e 40% dos voos de maio e junho de 2020 vendidos.

Hoje, são três portas de entrada e saída para a empresa no Brasil: São Paulo (SP), Salvador (BA) e Recife (PE) – todas com três frequências semanais.

“O Brasil está muito forte e vive um novo momento da aviação com a melhoria das condições aeroportuárias. Isso resulta em um maior desenvolvimento da indústria como um todo”, diz Romero.

Frota

Com os fortes investimentos feitos na renovação das aeronaves, espera-se cresceimento do viajante corporativo. Os planos preveem que, até 2022, todos os trechos de longa distância tenham o Dreamliner como equipamento.


Leia Também:

– Copa Airlines celebra 20 de conexão com a Argentina
– Cana Brava contrata promotora de vendas em Minas Gerais
– Riogaleão anuncia promoção com viagem de R$ 20 mil

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui