Air France removerá aviões A380 da frota e encomenda 60 A220

A decisão da Air France de aposentar o A380 veio junto do anúncio da modernização da frota de aviões para curta e média distância

0
O A380 deixou de ser rentável para a Air France que aposentará seus sete modelos até 2022 (Foto - Divulgação)
O A380 deixou de ser rentável para a Air France que aposentará seus sete modelos até 2022 (Foto - Divulgação)

A Air France aposentará o maior avião comercial do mundo, o Airbus A380. Em reunião do conselho da companhia, realizada nesta semana, foi decidido que as sete unidades do modelo serão removidas da frota até 2022 e a encomenda de 60 aeronaves A220.

Em nota, a Air France justificou a decisão de aposentar o A380 pelo atual ambiente competitivo, que limita os mercados nos quais o “gigante” da Airbus pode operar lucrativamente.

Além disso, o A380 consome de 20 a 25% mais combustível por assento do que a nova geração de aeronaves de longa distância e, de acordo com a companhia francesa, o aumento dos custos de manutenção e as reformas necessárias da cabine reduzem ainda mais a atratividade econômica.

“Manter esse tipo de aeronave na frota envolveria custos significativos, enquanto o programa de fabricação da aeronave foi suspenso pela Airbus no início de 2019”, apontou a Air France, em nota.


LEIA MAIS

+ Air France lança seguro que paga 50 euros por atraso em voos; veja
+ Accor e Grupo Air France oferecem estadia gratuita para stopover no RJ
+ Gol, Air France e KLM transportaram 2,5 milhões de passageiros por Fortaleza

Air France foca em frota de curta e média distância

Na mesma reunião do conselho, a Air France se comprometeu com um pedido firme de 60 Airbus A220-300, com mais 30 opções de compra e 30 direitos de aquisição. A aeronave conta com 150 lugares e tem alcance de 6,2 mil quilômetros. A primeira unidade deve ser entregue em setembro de 2021.

O A220-300 gera 20% menos emissões de CO2 do que aviões semelhantes e é duas vezes mais silencioso, permitindo à aérea reduzir seu impacto ambiental na atmosfera com cada operação.

O modelo de curta e média distância da Airbus permitirá que a aérea francesa aumente sua competitividade reduzindo custo por assento em mais de 10% em comparação com as aeronaves atuais.

Veja o vídeo do A220-300 da Air France


Leia Também:

Azul e Map solicitam os 41 slots de Congonhas; confira
Star Alliance terá tecnologia de reconhecimento facial em 2020; veja
Delta é nomeada Best Place to Work para pessoas com deficiência

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here