Air France-KLM mantêm operações regulares entre Brasil e Europa

Antes da viagem, a Air France e KLM aconselham verificar o TravelDoc e os sites das embaixadas dos países de destino e ou trânsito

Air France KLM
Foto: Divulgação

Nesta sexta-feira (5), Grupo Air France-KLM anunciou que manterá operação entre o Brasil e a Europa, mesmo com as condições mais restritas impostas pelos governos europeus. A Air France tem 11 voos semanais, sendo sete para São Paulo e quatro para o Rio de Janeiro. Já a KLM opera semanalmente sete frequências para capital paulista e cinco à fluminense.

Os voos para Amsterdã da companhia holandesa não estão abertos para clientes, devido às restrições para entrada no país, operando exclusivamente com cargas. Conexões para outros países dentro e fora da Europa estão disponíveis, seguindo as exigências dos governos locais para trânsito ou destino final.

“Desde o início da pandemia, temos adaptado a programação de nossos voos de acordo com os cenários de restrições e retorno da demanda, e dada a importância do Brasil para o Grupo, nunca paramos de voar. As medidas de segurança e higiene implementadas, reconhecidas e premiadas mundialmente, continuam sendo adotadas a bordo e em solo. Esperamos oferecer a nossa malha completa aos brasileiros o quanto antes possível”, afirma Jean-Marc Pouchol, diretor geral Air France-KLM para a América do Sul.

As formalidades de viagem variam de acordo com o seu país de destino ou trânsito. Podem ser exigidos testes para o covid-19, documentos adicionais de viagem, comprovação de motivo de força maior ou períodos de quarentena.

Antes da viagem, as companhias aconselham verificar o TravelDoc e os sites das embaixadas dos países de destino e ou trânsito. Para a realização de teste PCR-RT e testes rápidos, as companhias levantaram informações sobre os tipos de testes e onde podem ser realizados para auxiliar os clientes.

França e Holanda

Atualmente, a França exige que os passageiros apresentem um certificado de viagem por necessidade maior, um certificado de saúde e um teste PCR-RT ou LAMP realizado até 72 horas antes do embarque para quem tem o país como destino final. Também é necessário realizar uma quarentena ao chegar no país. Mais informações estão disponíveis no site do Governo Francês.

Segue até o momento proibida a entrada de voos com passageiros saindo da América do Sul, Reino Unido e África do Sul na Holanda. Os passageiros com destino final ou em trânsito no país precisam de um PCR RT com no máximo 72 horas antes da chegada na Holanda.

Para países considerados de alto risco, como o Brasil, um teste rápido de antígenos, LAMP ou PCR, realizado dentro das 4 horas que antecedem o embarque também é mandatório. Leia mais no site Governo Holandês.

Deixe uma resposta