Airbus registra aumento de entregas e celebra 17º crescimento anual

A Airbus entregou 863 aeronaves e teve 1.131 pedidos firmes e 769 pedidos líquidos, superando a marca de 20 mil pedidos líquidos na história da empresa
(Foto: Divulgação)

A Airbus entregou 863 aeronaves comerciais a 99 clientes em 2019. Este número representa um acréscimo de 8% em cima do recorde registrado em 2018. Em seu 17º anual consecutivo, a companhia avançou nas variantes Neo e, no final do ano, entregou 173 aeronaves de fuselagem larga, maior número em um único ano.

Em 2019, as entregas da Airbus contemplaram:

  • Família A220: 48 em comparação com 20 em 2018. A220 se tornou parte da família Airbus em 1º de julho de 2018
  • Família A320: 642 em comparação com 626 em 2018. Destas, 551 eram da família Neo em comparação com 386 em 2018
  • Família A330: 53 em comparação com 49 em 2018. Destas, 41 eram da família Neo em comparação com três em 2018
  • Família A350: 112 em comparação com 93 em 2018. Destas, 25 eram do modelo A350-1000 em comparação com 14 em 2018
  • A380: oito em comparação com 12 em 2018

“Estou feliz em ver nossos pedidos e números de entrega de aeronaves comerciais refletirem os esforços contínuos para melhor atender nossos clientes e levar nossos produtos e serviços competitivos ao mercado”, afirmou Guillaume Faury, CEO da Airbus.

(Foto: Divulgação)

A montadora ainda teve um ano forte de vendas, com um total de 1.131 novos pedidos firmes e 769 pedidos líquidos – ajustados por cancelamentos ou conversões entre modelos diferentes -, frente aos 747 em 2018. Isso destaca os endossos de clientes em todos os segmentos do mercado, levando pedidos líquidos acumulados na história da Airbus para além de 20 mil.

O A220 alcançou 63 pedidos líquidos, posicionando-o como a aeronave líder em sua categoria. Já a família A320 manteve seu sucesso com 654 pedidos líquidos, incluindo a resposta positiva do mercado para o novo A321XLR.

No final do ano, a oferta de aeronaves de fuselagem larga da Airbus compreendia vendas e pedidos repetidos de 32 aeronaves da família A350 e 89 da família A330. Os 363 cancelamentos refletem situações específicas de companhias aéreas em 2019, bem como a decisão de encerrar a produção do modelo A380. Na virada do ano, a carteira de pedidos da Airbus era de 7.482 aeronaves.

Os resultados financeiros completos sobre o ano de 2019 tem divulgação prevista para 13 de fevereiro.


Leia também:

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui