Alagoas debate desenvolvimento e realiza visitas técnicas no litoral

Rafael Brito, secretário de Desenvolvimento e Turismo de Alagoas, se reuniu com comitiva para avaliar ações de fomento turístico do estado

Alagoas

Rafael Brito, secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Alagoas, recebeu, na semana passada, a comitiva do Governo Federal para debater o fomento das ações de desenvolvimento do estado. Acompanhado de George Santoro, secretário de estado da Fazenda, Brito apresentou o case do Vila Galé, a fim de que seja replicado em demais empreendimentos por meio do conjunto de forças entre o estado e a união. Após a reunião, a comitiva realiza visitas técnicas em áreas do litoral com potencial para receber futuros investimentos de novos empreendimentos turísticos

“O trabalho conjunto dos governos estadual e federal é fundamental neste momento em que o potencial turístico de Alagoas alcança um patamar de ainda mais destaque nacional e internacional, com cases de sucesso representativos, a exemplo do hotel Vila Galé. A união é estratégica e necessária, nossa meta agora é garantir que projetos como este possam ser levados para outras cidades e regiões do estado e com o trabalho em conjunto vamos seguir promovendo o desenvolvimento de todo o setor, assegurando desta forma emprego e renda para a população”, salienta Brito.

Alagoas: crescimento apesar da pandemia

Apesar da crise causada pela pandemia, Alagoas – que está trabalhando na expansão do selo Safe Travels para outros municípios e empresas – comemora os crescimentos conquistados, com destaque no mercado nacional e expansão no internacional, com novas conexões aéreas. O estado atraiu novos investimentos, principalmente bares “pé na areia”, como beach Clubs e receptivos, que foram inaugurados no litoral alagoano.

Os beach clubs, bares de praia e receptivos são considerados gargalos na evolução do turismo em Alagoas, visto que o estado contava com poucas unidades nesse segmento, considerado atrativo e ponto de apoio para visitantes independentes e excursões e cruzeiristas.

O Kanoa Beach Club, por exemplo, resolveu investir em mais empreendimento, desta vez na Praia do Francês.  “Foi feito um estudo entre os sócios e chegou-se à conclusão de que no Francês vinha sendo feito um trabalho bacana por parte da gestão municipal em relação à infraestrutura, saneamento básico, entre outros, o que tornou a praia ainda mais atrativa. Mas ainda faltava o que os sócios gostariam de montar, um beach club com mais estrutura e conforto”, conta Felipe Carvalho, gerente executivo do estabelecimento.

Ainda em soft opening, o empreendimento gera cerca de 70 empregos diretos e vem chamando atenção de moradores e turistas. “As nossas expectativas foram superadas. Alagoas está sendo muito procurada, as pessoas estão viajando. Claro que ainda há uma parcela de público receosa, mas a expectativa é positiva. Acredito que haverá um aquecimento muito legal no primeiro semestre”, estima Carvalho.

Mauro Stoldoni, empresário no litoral norte de Alagoas, também decidiu investir. Segundo ele, o crescimento do destino foi essencial para a decisão. “O principal fator foi o crescimento e o aumento do fluxo turístico do destino Maragogi. A retomada tem sido muito positiva, o fluxo tem superado as nossas expectativas dia a dia”, afirma.

O Casa da Praia Maragogi, que gera mais de 40 empregos diretos, está localizado na praia de Barra Grande. “Inicialmente fomos impactados pela pandemia, mas, depois, com passar do tempo e flexibilização das atividades, a tendência só fez aumentar. O turismo nacional, neste ano de 2021, trará bons resultados”, acredita Stodolni.

Outra novidade foi a reestruturação do Milagres do Toque durante a pandemia. “Enquanto muitos acreditavam no fim dos tempos devido à covid-19, que o turismo acabaria, nós fomos justamente na vertente contrária, aproveitamos o tempo da paralisação e investimos pesado em infraestrutura, paisagismo e marketing. Contratamos excelentes colaboradores que haviam sido demitidos devido à pandemia e qualificamos o que já tínhamos no quadro”, explica Diogo Albuquerque, sócio proprietário.

Brito declara que os investimentos realizados no ano passado mostram que o Turismo no estado, apesar de enfrentado um dos piores momentos da história, vem colhendo frutos e gerando oportunidades.

“Essas conquistas e os investimentos em promoção do Destino Alagoas, que colocou o estado nas principais prateleiras do turismo no mundo, deram confiança ao empresário em investir e apostar no estado e, com isso, seguimos gerando emprego e renda, mesmo em um cenário tão desafiador. Em 2021 seguiremos crescendo. Há uma demanda reprimida por viagens de lazer e diversão e, certamente, estaremos nos destacando no mercado nacional, liderando a preferência do público e sendo um dos mais visitados do país”, ressaltou.

Deixe uma resposta