Alagoas instala placas de prevenção de afogamento em praias

De acordo com Rafael Brito, secretário de Turismo de Alagoas, apesar do destino ser calmo, esse é um risco que os visitantes ainda possuem

Alagoas MARAGOGI

A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo de Alagoas (Sedetur) instalou, nesta semana, placas de prevenção a afogamentos nas cidades de Maceió, Maragogi e Japaratinga. Com um recado de atenção, as placas sinalizam pontos de possível risco de afogamentos em praias das três cidades.

Em Maceió, as praias de Ponta Verde e Jatiúca receberam a sinalização. Em Maragogi foram instaladas sete placas, distribuídas entre as praias de Antunes, Barra Grande, Peroba, Xaréu e Ponta de Mangue. Já em Japaratinga, receberam a sinalização as praias de Barreiras do Boqueirão, Albacora e Central.

Ao todo, 12 placas foram instaladas que alertam sobre o risco de afogamentos, feitas em português e inglês, com mensagem de alerta também quanto a variação de maré, que interfere na praia subindo ou baixando o nível do mar, o que pode trazer uma falsa sensação de segurança ao visitante que não conhece essas particularidades da região e se arriscaria em alto mar em meio a maré baixa.

Segundo dados do Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas (CBM/AL), durante a última temporada de verão, entre os meses de outubro de 2019 e março de 2020, foram registradas 46 ocorrências de afogamentos. Já na região de Maragogi, que também engloba o município de Japaratinga, foram três registros neste mesmo período.

A classificação da CBM também traz números de resgate de corpos na praia – o que não necessariamente tratam-se de vítimas fatais de afogamentos -, nesta categoria foram cinco ocorrências na capital e duas nas duas cidades citadas da região Norte.

“É essencial alertamos a todos destes riscos, visando prevenir acidentes, principalmente nestas cidades que são nossos maiores polos turísticos e que certamente receberão um grande volume de turistas. Essa é mais uma medida de segurança que se junta a todo um protocolo que já vem sendo aplicado em todo o Estado, visando consolidar o destino como um dos mais seguros”, pontuou Rafael Brito, secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo.


Deixe uma resposta