Alemanha levará viajantes a uma viagem no tempo pelos patrimônios reconhecidos pela Unesco

Por: Camila Oliveira

 

Margaret Grantham, diretora da representação de marketing Brasil do Centro de Turismo da Alemão (DZT), reuniu a imprensa hoje, dia 9, no Palacete Hasbaya, em São Paulo, para realizar o lançamento oficial da nova campanha da Alemanha: Patrimônio Mundial da Unesco – Turismo Cultural e Natural Sustentável. O intuito é promover e divulgar todo o Patrimônio Mundial da Unesco na Alemanha em oito roteiros únicos, unindo as atrações históricas, já conhecidas, ao gosto dos brasileiros, segundo a executiva.

 

Antes de prosseguir com mais detalhes, Margaret contou sobre os excelentes resultados que a Alemanha registrou no último ano. “Pelo quarto ano consecutivo, o destino teve um incremento de 4,5% no número de pernoites de janeiro a dezembro de 2013, se comparado com o ano anterior. Foram mais de 72 milhões de pernoites no período. E neste ano já tivemos 3% de crescimento só no mês de janeiro”, contou.

 

De 2009 a 2012 ainda houve uma duplicação de pernoites dos brasileiros, saltando de 340 para 694 mil – em 2013 o registro foi de 724 mil, cerca de 5,5% de aumento de pernoites de brasileiros no país. “A previsão da Alemanha para 2020 é alcançar 80 milhões de pernoites, sendo 830 mil pernoites dos brasileiros. E contamos com a ajuda de vocês para isso, divulgando ainda mais o país”, disse Margaret.

 

Entre as regiões mais visitadas pelos brasileiros estão Berlim (28% das pernoites), seguido da região da Baviera (24,6%) e Hessen (12,9%). As chamadas “Cidades Mágicas” são responsáveis por 70% das pernoites de brasileiros na Alemanha: Berlim (209,448), Munique (111.506) e Frankfurt (65.271). De acordo com a diretora, algumas destas cidades são conhecidas como destinos de compras. “E as pessoas já estão descobrindo que a Alemanha também é um destino de compras. O país oferece, por exemplo, 19% de restituição do valor após as compras. O Brasil, aliás, já figura o top 10 de países para compras, principalmente nas cidades de Munique, Frankfurt, Berlim e Düsseldorf”, disse. De janeiro a dezembro do último ano, o gastos de estrangeiros em compras “duty-free” tiveram um aumento de 4,54% – o valor ultrapassou 1,5 bilhão de euros.

 

E as férias culturais são o segundo mais frequente motivo de férias de visitantes estrangeiros no país germânico. As city trips, ou os tradicionais city tours são escolhidos por 52% dos turistas, seguido das férias culturais, com 50%. “Por isso, este ano, lançamos os passeios ao redor do Patrimônio da Humanidade da Unesco, dando dicas de rotas que unem os patrimônios a destinos conhecidos”, destacou Margaret Grantham.

 

Promovendo a campanha nos meios tecnológicos

 

E para ampliar o conhecimento público das 38 atrações reconhecidas como Patrimônio da Humanidade pela Unesco (o número 3, ao lado da França, em número de patrimônios na Europa), o Escritório Nacional de Turismo Alemão (GNTB), divulgará todas as informações através da participação em feiras, road shows e workshops (dias 2 e 3 de setembro em Recife e São Paulo), além de promover a nova campanha por meio do website e mídias.

 

O microsite germany.travel/unesco foi desenvolvido especialmente pelo GNTB para oferecer aos usuários um meio interativo de obter as informações, com galeria de imagens, mapa interativo, lista de eventos. O site também pode ser visualizado por smartphones e tablets, por onde é possível conectar diretamente com o guia interativo de viagens Everplaces e com o aplicativo que acompanha o Welterbe, e então descobrir as oito rotas regionais da Unesco na Alemanha. Disponível nos aparelhos com serviço iOS e/ou Android.

 

Com toda a promoção do tema, a partir de um vasto programa de atividades, a presidente do GNTB, Petra Hedorfer, espera resultados multiplicadores até atingir mais de 700 milhões de contatos com a campanha promocional 2014 da Unesco.

 

Conheça algumas rotas:

 

berlin

 

Rota 1

 

Uma dos roteiros selecionados pelo DZT é Berlim – Frankfurt, especialmente por este ser o ano em que se comemoram os 25 anos da Queda do Muro de Berlim – a celebração oficial será realizada no dia 9 de novembro.  Porém, o ponto de partida da rota é a partir dos conjuntos residenciais do moderno estilo de Berlim, construído após a Primeira Guerra Mundial, e considerado um modelo de construção arquitetônica do país durante muitos anos.

 

Passando por Potsdam, cidade dos palácios e parques, o roteiro chega a cenários da reforma protestante em memória a Martinho Lutero; e ainda Weimar e Dessar, para os interessados em arquitetura e design estilo Bauhaus.

 

De Leipzig, cidade da música, o visitante entra em Erfurt e chega ao Castelo de Wartburg, um dos mais preservados da Idade Média, em Eisenach. Até então chegar em Frankfurt, cidade da arte, e único lugar com arranha-céus na Alemanha.

 

 

heil

 

Rota Colônia – Stuttgart

 

“A cidade mais animada e mais parecida com o Brasil”, como definiu Margaret, é de onde parte este outro roteiro selecionado, Colônia. E a época mais agitada começa às 11h11 do dia 11/11, quando a cidade dá o grito de carnaval, que segue até a data festiva. A duas horas de carro de Colônia, o visitante chega a Trier, cidade mais antiga da Alemanha, onde se figura os monumentos romanos.

 

Cerca de 100 km ao sul, é possível visitar a única siderúrgica totalmente preservada desde o apogeu da indústria do aço, na siderúrgica de Völklingen, onde se situa um centro cultural, atualmente.

 

Na sequência, o roteiro segue para os monumentos de Lorsch, e para o mosteiro que abrigava uma das maiores bibliotecas da Idade Média e era um dos centros de aprofundamento e difusão do conhecimento.

 

Mais ao sul, o viajante segue para a Catedral de Speyer, considerada uma obra-prima da arquitetura românica na Alemanha, e onde está presente um grande museu tecnológico de Speyer. Passando pela cidade universitária Heidelberg, com o castelo mundialmente famoso, a rota continua pelo Mosteiro Maulbronn, ao norte dos Alpes – e este ano comemora o jubileu de 20 anos de Unesco.

 stutt

O circuito final da rota é na cidade do automóvel, Stuttgart. Mas os que desejarem aumentar um pouco mais o roteiro final, podem partir para Lindau (uma hora e meia de Stuttgart), e fazer um circuito em volta ao Lago Constance, de carro ou bicicleta, onde fica a fronteira da Áustria e Suíça; e ainda visitar as vinícolas locais.

 

Para conhecer os demais roteiros e ter mais informações sobre os patrimônios mundiais da Unesco acesse o site em português: www.germany.travel/unesco .

 

Camila Oliveira

Deixe uma resposta