Alenquer vem mostrar enoturismo da região de Lisboa

Rui Costa, vice-prefeito de Alenquer, Portugal, está na WTM Latin America para divulgar o enoturismo na região

Há três anos a vila portuguesa de Alenquer, que fica a 35 quilômetros de Lisboa, em Portugal, está investindo no desenvolvimento do seu turismo. Pela primeira vez participa da  WTM Latin America para divulgar o destino com foco no enoturismo. A região possui alguns dos mais famosos vinhos brancos aromáticos do mundo, além de reconhecidos vinhos tintos.

Alenquer tem sua própria Denominação de Origem Controlada (DOC), o que significa que o vinho é produzido dentro de uma região específica e delimitada com diversos tipos de controles. Os DOC de Alenquer utilizam castas portuguesas como a Touriga Nacional, a Castelão e a Tinta Miúda  dos vinhos tintos, Arinto e Fernão Pires dos brancos. As uvas internacionais também tem grande repercussão, como  Chardonay,  Cabernet Sauvignon, Syrah e Viognier.

A região tem origem no século 12 e foi lar de cavaleiros medievais. Com cerca de 43 mil habitantes em todo o munícipio – apenas nove mil na vila, a cadeia produtiva do vinho é a sua atividade econômica mais importante.

Rui Costa, vice-prefeito de Alenquer,  conta que o mercado do Brasil é muito importante para essa etapa de desenvolvimento do turismo em Alenquer, visto que o número de brasileiros em Portugal é cada vez maior.. “É uma excelente oportunidade de apresentar um território ainda pouco conhecido e, ao mesmo tempo, Portugal também procura novos destinos para apresentar ao mundo”, afirma.

Em 2018, Alenquer recebeu o título Cidade Europeia do Vinho 2018 pela RECEVIN – European Wine Cities, por sua  forte tradição na cultura do vinho e vinhedo, além  de investimentos em unidades turísticas,

Novos produtos

A partir do final do mês, Alenquer passa a ter um serviço passeios em vans executivas partindo da praça Marquês de Pombal, no centro de Lisboa. Os passeios incluem a visitação em duas vinícolas tradicionais e um passeio pela vila, com degustação de vinhos.

Rui explica que para aqueles que gostam de passeios exclusivos,  o ideal é dormir pelo menos uma noite em uma das vinícolas. “As vinícolas de Alenquer são centenárias, tem 400, 500 anos de história. Não é só uma adega. É uma história de tradição vinícola”, diz.

No ano passado, 1,2 milhões de euros foram investidos em representação, comunicação e eventos ligados ao vinhos, incluindo a produção do Alma do Vinho, o maior festival de vinhos de Portugal.

“Somos o quinto município  de Portugal em número de  vinhas  plantadas, e o terceiro que mais produz vinhos, além do mais premiado internacionalmente Queremos que os brasileiros nos visitem e experimentem o que temos a oferecer. A  Vila de Alenquer é muito romântica e oferece um patrimônio histórico e cultural riquíssimo”, garantiu Costa.

http://www.viveralenquer.pt/

LEIA MAIS:

+Schultz destaca alta de 17% no trimestre e aposta em mais serviços em Portugal

 

Deixe uma resposta