Alíquota de 6% até 2019

0

Marco Ferraz, Magda Nassar e Edmar Bull durante coletiva em São Paulo

Fim do impasse. A medida provisória que reduz de 25 para 6,38 por cento a alíquota do IRRF sobre remessas ao Exterior, assinada pela presidente da República foi publicada no Diário Oficial da União na edição desta quarta-feira (02).

A redução é resultado do empenho de pessoas e entidades como Edmar Bull, presidente da Associação Brasileira dos Agentes de Viagens – ABAV, Magda Nassar, presidente da Associação Brasileira das Operadoras de Turismo – Braztoa, e Marco Ferraz, presidente da Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos – Clia Abremar, que articularam durante meses pelos corredores de Brasília em defesa do segmento do turismo.

O argumento determinante para conquistar o apoio de Henrique Alves, ministro do Turismo, e de outras autoridades envolvidas, foi a possibilidade de desemprego e fechamento do mercado de trabalho caso mantida a alíquota de 25%.

Bull ressaltou a união de todas as entidades do setor nesta luta, enquanto Magda reforçou a necessidade do mercado voltar a ser competitivo com consumidores comprando com agentes e operadores de viagens. O coelho da cartola foi apresentado por Ferraz, ao afirmar que a “briga” foi pela alíquota zero. E que, por isso, o empenho das entidades vai continuar.

A emenda provisória não encerra o assunto. Há agora toda uma trajetória jurídica e política para que a alíquota de 6% se transforme em lei.

 

Irineu Ramos

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here