Amadeus destaca quatro tendências para o mercado de viagens

Um estudo da Amadeus mostra que mais de 90% dos viajantes se sentiriam confortáveis ​​usando um passaporte de saúde digital para viagens

Amadeus

A Amadeus, de olho nas transformações do mercado turístico destaca quatro tendências para o setor que podem impulsionar as atividades e cair no gosto dos viajantes. Segundo Decius Valmorbida, presidente da empresa, cruzeiros para Martinica e Guadalupe estão no auge.

Hotéis estão se promovendo como resorts de bolhas, permitindo que os hóspedes viajem em grupos e aproveitem as férias juntos, desde que tenham um teste de covid-19 negativo., segundo a empresa e as Maldivas são um exemplo disso, pois se beneficia de sua geografia que permite um distanciamento físico aliado a belezas naturais.

“Observamos um aumento de 66% nas pesquisas em todo o mundo para viagens de duas semanas às Maldivas em comparação com o mesmo período de 2019. As agências de viagens também desempenham um papel fundamental na criação do pacote-bolha perfeito para os viajantes”, ressalta.

Os dados da Amadeus mostram um aumento de pacotes de viagens, tanto online como offline, especialmente para pessoas que viajam juntas como famílias ou grupos, com crianças. Um  estudo recente da operadora descobriu que mais de 90% dos viajantes se sentiriam confortáveis ​​usando um passaporte de saúde digital para viagens futuras.

Na Austrália, a procura por rotas internacionais foi substituída por rotas domésticas e de bolhas de junho a agosto. A rota de Sydney a Londres saiu do primeiro lugar, dando lugar a Sydney a Melbourne, enquanto a demanda pela rota da bolha de Sydney a Auckland cresceu 77% no mesmo período em comparação com 2019.

Workcation

O conceito de trabalhar remotamente em uma cafeteria ou bar de praia não é novo e uma  pesquisa recente da Harris descobriu que 74% dos americanos considerariam fazer “workation”. As viagens rápidas para o Caribe despencaram em comparação a 2019, com pesquisas para estadias de um dia caindo 79%, enquanto estadias mais longas de mais de 14 dias aumentando 43%.

Globalmente, houve um aumento de 41% no número de pesquisas para estadias de 30 dias, embora as regiões variassem. Nos EUA, por exemplo, o aumento foi mais moderado, de 2% para viagens acima de 14 dias. Na França e na Espanha, foi observado um aumento de 75% e 52%, respectivamente, nas pesquisas por estadias de 30 dias.  “A lógica dos workcations é convincente, pois permite que os viajantes reservem voos em horários de menor demanda, economizando dinheiro e diminuindo o estresse”, reforça.

Viagem Compensatória

Os dados da Amadeus mostram que algumas das viagens mais reservadas tendem para um caráter compensatório. A preferência dos viajantes franceses é por destinos do Caribe Martinica e Guadalupe, enquanto os americanos estão indo para Cancún, México e Havaí.

Nota-se que Cancún, no México, dispararam de fora dos 50 destinos mais pesquisados ​​para chegar ao quarto lugar globalmente. Uma pesquisa recente do The Vacationer descobriu que 25% dos americanos pretendem viajar com mais frequência após a pandemia, para compensar o tempo perdido.

Já dados da Amadeus indicam que os viajantes estão começando sua pesquisa de férias muito mais cedo – em 27% – este ano. Em Hong Kong, por exemplo, o período de pesquisa antecedente aumentou 23%, com os viajantes iniciando suas pesquisas duas semanas antes do que em 2019.

Viagem Consciente

Quando se trata de segurança pessoal, os dados indicam um aumento de três dígitos nas compras de seguros de viagem além de apresentarem incremento na contratação de serviços de locação de veículos.  Os especialistas em mobilidade da Amadeus sugerem que isso pode ser o resultado de viajantes que desejam mais segurança pessoal e optam por viajar de carro até seu destino.

Deixe uma resposta