Amaszonas inicia operação com E-Jets, da Embraer

Ao todo, a Amaszonas terá seis aeronaves do modelo E190

0
Amaszonas

A Amaszonas é a nova operadora dos E-Jets da Embraer. A companhia aérea boliviana começou a operar nesta terça-feira (15) um jato E190, na rota entre o Aeroporto Viru Viru de Santa Cruz da Serra e La Paz.

A companhia adiciona um total de seis E190 à sua frota. Os dois primeiros E190 foram financiados da Gecas e configurados com 112 assentos em classe única. As outras quatro aeronaves serão arrendadas da CDB Leasing, dispondo de 110 assentos também em classe única.


LEIA MAISAmaszonas voará de Santa Cruz de la Sierra para Rio e Foz do IguaçuCompanhia aérea Amaszonas muda nome para Amas BolíviaSetur-RJ investe no mercado paraguaio; voo da Amaszonas é destaque

Os aviões voarão para diversos destinos domésticos e internacionais e, futuramente, a empresa deve operar no Aeroporto Internacional de Montevidéu.

“O E190 é o avião ideal para aumentar a capacidade da companhia aérea de maneira disciplinada. A aérea boliviana encontrará vantagens no baixo custo operacional desta aeronave”, explicou Reinaldo Krugner, diretor de Aviação Comercial da Embraer para América Latina e Caribe.

Para Sergio de Urioste, presidente e CEO da Amaszonas Línea Aérea, a chegada dos modelos brasileiros ajudará a expandir na Bolívia e Uruguai. “A capacidade do E190 nos permitirá substituir nossos jatos regionais menores, dando maior flexibilidade. Isso resultará no acréscimo de destinos e ampliação às frequências”.

Outras novidades

A Embraer e a Amaszonas também assinaram um contrato para o Programa Pool de serviços até 2024. O objetivo é fornecer suporte de componentes reparáveis para a frota de até seis E190.

Somente para o programa de E-Jets, a empresa brasileira de aviação teve mais de 1,8 mil pedidos, entregando 1,5 mil aeronaves. Ao todo, são 80 clientes em 50 países utilizando os modelos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here