Amazonastur chega a Aruba e promove destino junto a operadores locais

Por: Priscila Ferraz

Em continuidade ao processo de promoção do destino e aproximação junto ao trade de turismo, o Governo do Estado do Amazonas, por meio da Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur), realizou o workshop “Amazonas – Viva essa Experiência”, na última terça-feira, dia 16, para os operadores e agentes de viagens de Aruba. O evento aconteceu no Hotel Riu Palace Antillas.

 

De acordo com o diretor de marketing da Amazonastur, Nickolas Cabral dos Anjos, o evento faz parte do programa de promoção do estado com países que tenham ligação direta com o destino. “Apostamos no incremento de turistas internacionais por meio das ligações diretas que temos com alguns países”, comentou. Hoje o Amazonas – além de se conectar com diversos destinos domésticos – oferece ligações diretas internacionais com a Europa, Caribe, América Central e Estados Unidos.

 

“Estamos apostando na consolidação deste voo Oranjestad/Manaus e em novas ligações com o Caribe”, disse, referindo-se a duas novas frequências semanais operadas pela Insel Air, que ligará a capital Manaus à cidade de Willemstad, em Curaçao.

 

“Devemos ter mais um evento em Curaçao semelhante a esse que aconteceu em Aruba. Assim, fortalecemos nosso contato com o mercado emissivo desses países”, afirmou. Em 2014 foram mais de 419 mil visitantes internacionais que ocasionaram crescimento de mais de 34% em relação a 2013, quando desembarcaram cerca de 312 mil turistas em solo amazonense.

 

O evento contou com a presença de agentes de viagens, operadores e da imprensa local, além de representantes da aérea Insel Air e do receptivo do Amazonas, Paradise Turismo. Após a apresentação, os convidados foram brindados com um show do Boi Bumba de Parintins, seguido de almoço. A série de workshops “Amazonas – Viva essa Experiência”, que começou por São Paulo e já passou por Aruba, deve contemplar ainda os mercados do Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (BH), Salvador (BA), Curaçao, Estados Unidos, Panamá e Portugal.

 

 

PF

Deixe uma resposta