América Latina: retomada de viagens em grupo evidenciam recuperação

América Latina
(Foto: Unsplash)

Enquanto as viagens individuais parecem estar em alta em outros mercados, na América Latina as viagens em grupo estão mostrando sinais de recuperação e reavaliando o papel dos agentes de viagens confiáveis.

Viagens internacionais de mais de uma dezena e até 20 pessoas começaram a aumentar na região – na Argentina, Colômbia, Peru, Paraguai e Bolívia – no final do ano passado, e se consolidaram nos primeiros meses de 2022, segundo informações de Buenos Aires. empresa de pesquisa de mercado e marketing turístico Promovêre.

Além da família extensa e grupos de amigos, casamentos atrasados ​​e viagens de formatura também impulsionaram a tendência. Dependendo das datas, o gasto médio com passagem aérea, transporte e estadia é de cerca de US$ 4 mil por pessoa.

Enquanto esse segmento representava cerca de 10 a 15% das viagens de férias em tempos pré-pandemia, atualmente esse número é de cerca de 40%, de acordo com a pesquisa da Promovêre, que cruza dados da maioria das associações de viagens da América Latina, bem como operadoras atacadistas e agências de turismo.

A consultoria também oferece treinamento e gerencia representações para redes hoteleiras, destinos e atacadistas da Argentina, Colômbia, Ilhas Caiman, México, Estados Unidos, entre outros.


Leia também: Iata: demanda por viagens aéreas em março ficou próxima de 2019

Deixe uma resposta