Anac informa que demanda doméstica acumula alta de 4%

Por: Priscila Ferraz

A demanda (em passageiros-quilômetros pagos transportados – RPK) por transporte aéreo doméstico de passageiros registrou crescimento de 2,1% em junho deste ano, se comparada com o mesmo mês de 2014, enquanto a oferta (em assentos-quilômetros oferecidos – ASK) registrou aumento de 2,8% no mesmo período. Com o resultado, a demanda doméstica completou 21 meses consecutivos de crescimento e alcançou seu maior nível para o mês nos últimos dez anos. Já a oferta doméstica apresentou o décimo mês consecutivo de crescimento. Com o resultado de junho, a demanda doméstica acumulou alta de 3,9% no ano e a oferta acumulou aumento de 3% no mesmo período.

 

Entre as principais empresas aéreas brasileiras, GOL e Avianca destacaram-se com as maiores taxas de crescimento da demanda doméstica em junho deste ano, quando comparadas com o mesmo mês de 2014, da ordem de 5,6% e 2,9%, respectivamente. A TAM apresentou retração de 0,2% e a Azul teve sua demanda doméstica reduzida em 2,5%. Avianca, GOL e TAM aumentaram a oferta doméstica, em termos de ASK, em 7,8%, 3,5% e 3,1%, respectivamente. A Azul apresentou redução de 3,4%.

 

TAM e GOL continuam lideraram o mercado doméstico neste mês, com participações (em RPK) de 36,6% e 36,3% respectivamente. No entanto, a TAM registrou queda de 2,2% em sua participação de mercado, enquanto a GOL apresentou aumento de 3,5% nesse indicador. A participação das demais empresas somadas foi de 27,1%, o que representou redução de 1,4% em relação a junho de 2014.

 

A taxa de aproveitamento das aeronaves em voos domésticos operados por empresas brasileiras (RPK/ASK) em junho deste ano foi da ordem de 77,9%, redução de 0,7% em relação ao mesmo mês de 2014. Entre as principais empresas aéreas brasileiras, a melhor taxa de aproveitamento doméstico foi atingida pela Azul, com 80,1%, que representou aumento de 0,9%.

 

Constatou-se que a empresa Azul prestou informação inexata à Anac relativa ao volume de passageiros transportados em voos domésticos no mês de fevereiro deste ano, tendo sido instaurado processo administrativo para a apuração de infração por esse motivo. Assim, tendo em vista que a empresa ainda não apresentou a informação devidamente retificada à Agência, a quantidade de passageiros transportados em voos domésticos pela Azul no acumulado do ano (janeiro a junho) apresentada a seguir é resultado de estimativa feita pela Anac para compor o Relatório de Demanda e Oferta de junho de 2015, buscando a apresentação de uma situação mais próxima da realidade.

 

O número de passageiros pagos transportados no mercado doméstico atingiu 7,4 milhões no período, tendo sido o maior para o mês nos últimos 10 anos, com aumento de 2,5% em relação a junho do ano passado. É o vigésimo registro de crescimento do indicador nos últimos 21 meses.

 

Transporte internacional

 

Em junho de 2015, a demanda (em RPK) do transporte aéreo internacional de passageiros das empresas aéreas brasileiras apresentou crescimento pelo 16º mês consecutivo, com aumento de 11,7% quando comparada com o mesmo mês de 2014. Já a oferta internacional (em ASK) registrou o 11º mês consecutivo de crescimento, com alta de 12,5% em comparação ao mês de junho do ano passado. No acumulado de janeiro a junho deste ano, a demanda internacional aumentou 13,1% em relação ao mesmo período de 2014. A oferta internacional cresceu de 13,6% no período.

 

A taxa de aproveitamento das aeronaves em voos internacionais de passageiros operados por empresas brasileiras (RPK/ASK) foi de 80,9% no período analisado, contra 81,5% no mesmo mês de 2014, representando uma variação negativa de 0,7%.

 

O número de passageiros pagos transportados por empresas brasileiras no mercado internacional atingiu 550,9 mil, com aumento de 11,6% em relação a junho de 2014. Trata-se da maior quantidade de passageiros transportados em voos internacionais por empresas brasileiras registrada para o mês nos últimos 10 anos. Com o resultado, o indicador completou 15 meses consecutivos de crescimento.

 

O relatório de Demanda e Oferta do Transporte Aéreo é elaborado com base nas operações regulares e não regulares das empresas brasileiras de serviços de transporte aéreo público de passageiros. Foram consideradas aquelas que registraram participação de mercado superior a 1%, em termos de RPK.

 

 

PF

Deixe uma resposta