Anac: setor aéreo continua com queda nos indicadores em agosto

Dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) ainda mostram, em comparação ao mesmo mês em 2019, que companhiasx aéreas tiveram retração nos índices

Anac

A situação das empresas aéreas ainda aguarda dias melhores. De acordo com informações da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), em agosto, o setor no Brasil apresentou índices negativos em todos indicadores: demanda por voos (22%), oferta de assentos (19,8%), ocupação das aeronaves (2,8%), passageiros transportados (30,2%) e carga transportada (11,3%). Todos são comparados com o mesmo período em 2019.

Em níveis absolutos, 5,5 milhões de pessoas utilizaram o transporte aéreo, com a taxa de ocupação das aeronaves em 80,1% no mês. No acumulado do ano, já foram mais de 35 milhões de viajantes transportados pela modalidade.

Além disso, a participação das companhias ficou dividida entre Gol (29,7%) , Azul (34,5%) e Latam (35,3%). A última, aliás, apareceu na lista da Skytrax como “melhor” da América do Sul.

No mercado internacional, o setor permaneceu impactado com a manutenção das restrições e fechamento de fronteiras para turismo. No oitavo mês do ano, a demanda e oferta por voos tiveram retração de 76,4% e 65,5%, respectivamente, em relação ao mesmo período de dois anos atrás. Por outro lado, o transporte de carga e correio apresentou crescimento de 25,5%.

Deixe uma resposta