Após retrofit, Valle Nevado registra aumento de resultados

Por: Carolina Maia

Dando prosseguimento ao projeto de expansão e modernização para tornar-se o primeiro “Povoado de Montanha” do Chile, o Valle Nevado Ski Resort investiu mais de US$ 35 milhões em reformas para aprimorar ainda mais o recebimento de pessoas que se hospedam ou passam o dia no local, que fica a apenas 35 km de Santiago.

Cerca de 80% deste investimento está concentrado na Curva 17 e em sistemas de elevação dos turistas para as pistas. A Curva 17 é como foi batizada a nova estrutura para visitantes da estação, composta de loja de aluguel de roupas, aluguel de equipamentos para esqui e snowboard, loja de suvenires Valle Nevado, lanchonete, guarda-volumes, banheiros e mais de 500 vagas de estacionamento. Ela recebeu este nome por se localizar na 17ª curva, de um total de 60, da estrada que desce do complexo até a capital do Chile.

“A nova estrutura já trouxe um aumento de 20% no número de equipamentos alugados, em relação ao ano passado”, comenta o diretor Comercial e de Desenvolvimento de Valle Nevado, Ricardo Almeida. De 29 de julho a 15 de agosto, aproximadamente 100 mil pessoas visitaram o complexo, sendo que 60 mil delas eram brasileiros.

De acordo com o executivo, o número é 25% maior que o mesmo período de 2011. Brasileiros, norte-americanos e argentinos figuram entre os maiores públicos da temporada. “Se as tendências se confirmarem, durante toda a temporada de esqui 2012 devemos receber aproximadamente 110 mil brasileiros”, completa Almeida. Com as recentes nevascas que caíram em Valle Nevado, acumulando mais de 1 metro de neve nas 41 pistas de diferentes dificuldades, a temporada deve se estender até fim de setembro.

Em 2013, a estação contará com o primeiro teleférico de cabine fechada do Chile. Ele levará os esquiadores da Curva 17 até o restaurante Bajo Zero, em meio às pistas do centro de esqui, em um trajeto de cerca de mil metros.

CM

Deixe uma resposta