Argentina destaca novidades e oferece desconto em aéreo

Aerolíneas Argentinas confirma 15% de desconto e parcelamento em 12 vezes para venda via agências

0
argentina
Luis Castillo (cônsul geral da República Argentina), Natalia Pisoni (Inprotur) e Marcos Bednarski (cônsul geral adjunto)

Uma Argentina diferente. Essa foi a proposta do workshop realizado na manhã de hoje (23) pelo Instituto Nacional de Promoción Turística (Inprotur) para 110 agentes de viagens e operadores na capital paulista. “A ideia é apresentar novidades no país que aumentam as oportunidades de vendas para os profissionais”, disse Natalia Pisoni, coordenadora de mercado na Inprotur.

Presente ao evento, o cônsul argentino Luis Castillo, comemorou a chegada de 1,3 milhão de brasileiros ao país vizinho em 2018. Belo Horizonte (MG) e Porto Alegre (RS) foram os estados que mais cresceram – com aumento de 54,5% e 51,2%, respectivamente. Natalia credita a conquista ao trabalho feito junto às companhias aéreas para a criação de voos diretos para a Argentina.

O resultado manteve o Brasil no topo de emissores, mas ambos enxergam oportunidades para aumentar o fluxo entre as duas nações. Conforme noticiado durante a WTM Latin America,  a expectativa para 2019 é receber 1,4 milhão de brasileiros e, segundo Natalia, projeções parciais indicam a possibilidade de superar a meta. “A venda da temporada de inverno está muito boa”, adiantou.

LEIA TAMBÉM
+ Vendas das Aerolineas Argentinas crescem 300% para a temporada de neve
+ Com câmbio favorável, cresce número de brasileiros em Salta e Jujuy
+ Bariloche inicia temporada de inverno e estima aumento de 15% de brasileiros

Durante o evento, a Aerolíneas Argentinas anunciou uma promoção especial para os agentes de viagens, principal canal de vendas da companhia que responde por 80% das vendas no País. A aérea que oferece 95 voos semanais entre Brasil e Argentina, partindo de sete origens no País, oferece desconto de 15% nos bilhetes e parcelamento em 12 vezes sem juros nesta semana.

A companhia voa para 20 destinos internacionais em 12 países, além de 37 aeroportos domésticos nas 23 províncias argentinas que totalizam 340 voos diários. Ivan Blanco, gerente comercial da aérea, reforçou a possibilidade de fazer stopover em Buenos Aires, na ida ou na volta de roteiros para fora do continente.

O destino Ushuaia também aproveitou a ocasião para lançar uma promoção voltada aos agentes de viagens. Segundo Cristiane Cavalli, chefe de programas para assuntos internacionais do município no extremo sul argentino, disse que as operadoras parceiras receberão vouchers com um QR code que dá acesso a 150 benefícios. “Entreguem esses cupons aos passageiros que, além de desfrutar de descontos selecionados, poderá concorrer a uma viagem com tudo pago para retornar ao destino”, disse.

NOVOS ARES

Para aguçar o interesse do trade, Paula Fariña fez um tour virtual de uma hora por todo o país hermano, destacando atrativos e destinos que estão começando a atrair a atenção dos brasileiros e outros que ainda são completamente desconhecidos por aqui.

A começar por Entre Ríos, destino que começou a se promover recentemente no Brasil. “Eles tiveram bons resultados durante a última edição da WTM Latin America e decidiram investir mais no mercado”, disse Natalia. De fato, os executivos que representam o destino comemoraram a participação no evento pela exposição da oferta local para toda a América Latina.

Sebastián Piloni e Alejandro Richardet, de Entre Ríos

Sebástian Piloni, subsecretário de Planejamento Estratégico e Desenvolvimento Turístico, e Alejandro Richardet, diretor geral de Planejamento, Gestão Turística e Fomento aos Investimentos, contaram que os brasileiros já visitam Entre Ríos, com foco exclusivamente na prática de pesca esportiva. A ideia agora é aumentar o leque de opções por meio de negociações com o trade brasileiro.

Motivos não faltam, já que a região no norte argentino é considerada a capital nacional do turismo termal, com 15 opções diferentes de parques que atendem a toda a família. Outro destaque é a produção de vinhos, retomada há 15 anos depois de oito décadas de proibição governamental.

Ainda “subaproveitada” pelo brasileiro, Vila la Angostura é um autêntico vilarejo alpino que fica a apenas 50 minutos de Bariloche e exibe um tripé de diferenciais que justificam a estada: a cidade é menor, mais exclusiva e tem arquitetura mais conservada. Uma das premissas do destino é evitar práticas que massifiquem o turismo. “Temos quatro mil leitos hoteleiros que, adicionados à oferta de casas de aluguel, chega à capacidade máxima de receber nove mil visitantes”, informou Pablo Bruni, secretário de turismo de Villa La Angostura.

Ele conta que o fluxo de brasileiros começou há cerca de dez anos, para excursões de um dia. “Notamos que o número vem crescendo a cada ano e que agora eles passaram a pernoitar. Especialmente entre Natal e Ano Novo”, disse o gestor da cidade de 100 mil habitantes.

Outro destaque para a temporada de inverno foi trazido pelo Arakur Resort, de Ushuaia, que irá repetir a programação de après-ski que foi sucesso nos últimos dois anos. Quem estiver hospedado no local ou passar pelo Cerro Castor de 12 a 16 de agosto ou entre 5 e 9 de setembro poderá curtir quatro dias de festas e DJ sets.

Também foram mencionados os Esteros de Iberá, atrativo natural semelhante ao Pantanal brasileiro, na região de Iguazu; as estâncias jesuíticas em Córdoba; as peñas folclóricas e o legado da colonização espanhola que estão preservados em Salta, Tucumán e Jujuy; as opções de roadtrips pelos cinco mil quilômetros da Rota 40; a paisagem incrível de Talampaya; o turismo de observação de baleias na Península Valdés e muito mais.

PELO BRASIL

O treinamento já foi realizado em Salvador (BA), em março, e será repetido amanhã (24/4) em Curitiba (PR). O cronograma inclui ainda Porto Alegre (25/4), Belo Horizonte (7/5), Brasília (8/5) e Goiânia (9/5).

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here