“O que vivi no Turismo”… Aristides Cury

Atual presidente da ADVB teve participação essencial em diversos episódios que ajudaram a desenvolver o Turismo brasileiro

Aristides Cury

Aristides de la Plata Cury é uma enciclopédia do Turismo. O atual presidente da ADVB iniciou a carreira no Turismo no departamento de cargas da Vasp, no final da década de 1970, quando finalizava o curso de Engenharia de Produção pela Poli/USP. Três anos depois, já como chefe do setor, o executivo conheceu um de seus parceiros mais importantes: Walter Teixeira. “Ele cuidava da área de passageiros e eu, de cargas. Fizemos uma dobradinha que nunca mais foi desfeita”, conta.

Teixeira é apenas um dos vários executivos que ele conheceu durante a longeva carreira e que carrega até hoje nas memórias intimamente ligadas à própria história do Turismo nacional. A curiosidade e o interesse por ir além do óbvio levaram Aristides Cury a diversas posições de destaque nessas mais de quatro décadas de atuação. “Sempre soube que eu trabalharia com serviços, então eu cursei disciplinas de Marketing, que não eram obrigatórias e, depois, fiz pós-graduação na FEA/USP com o professor Marcos Cortez Campomar, representante no Brasil de Philip Kotler, o pai do Marketing”, diz.

Essa vocação genuína para o Turismo, uma atividade que requer habilidade no contato humano e excelência no bem servir, coloca Aristides Cury em um lugar de destaque nessa indústria que ele ajudou a desenvolver. Por todo o seu legado, conquistas e a humildade de reconhecer quem o ajudou a chegar lá ele é personagem da semana de “O que Vivi no Turismo”, série desenvolvida pelo Brasilturis Jornal para homenagear quem fez e faz a história da atividade no País.

Confira o novo episódio da série:

Muitas conquistas do Turismo brasileiro – o paulista, especialmente – têm por trás o olhar aguçado e a dedicação minuciosa do executivo. No início dos 1980, Cury teve participação na criação da propaganda que resgatou 30 anos de comunicação da Vasp. A equipe uniu o “Viaje bem, viaje Vasp”, slogan dos anos 1960; com o famoso jingle da década seguinte e teve como resultado a peça publicitária que marcou história da propaganda brasileira. “Largue o chão, escolha uma direção, aperte o seu cinto e solte a sua imaginação”.

O executivo também marcou história na Embratur, com destaque para a criação de um modelo de participação cooperada do Brasil nas grandes feiras mundiais do Turismo. “O orçamento estava aquém das necessidades, então criamos uma parceria púbico-privada”, explica. Um terço do valor saía dos cofres públicos, um terço era pago pelo patrocinador e o valor restante era dividido em pequenas cotas, com investimento dos destinos que desejavam expor seus produtos em eventos como ITB, BTL, Fitur e WTM Londres.

Nos anos 1990, à frente do SP Convention & Visitors Bureau (SPCVB), Cury também teve participação decisiva em episódios importantes para o desenvolvimento do Turismo em São Paulo. Os cases vão da transformação do antigo Mercado Mundo Mix na Parada do Orgulho LGBT da capital paulista – hoje considerada a maior do País e uma das maiores do mundo – até a criação do programa Sampa Happy End – que consolidou o papel da cidade como polo de turismo receptivo.

Reveja a lendária propaganda da Vasp e conheça (ou relembre) as principais conquistas e os parceiros de toda a vida de Aristides Cury!

Quatro décadas de história

Neste ano, o Brasilturis Jornal, publicação pertencente à Editora Via desde 2016, comemora seu 40º aniversário. Para celebrar a data, homenageia 40 profissionais, com mais de 40 anos de atividades em Turismo, divulgando suas histórias, experiências, dificuldades e conquistas. A cada semana estreia um novo episódio, todos estão disponíveis na Web TV do portal Brasilturis.

Veja também

O que Vivi no Turismo… Guilherme Paulus

O que Vivi no Turismo… Ana Maria Berto

O que vivi no Turismo… Eduardo Sanovicz

Veja todos os episódios da série “O que Vivi no Turismo”

Deixe uma resposta