Aruba autoriza entrada de brasileiro com teste PCR negativo

O governo de Aruba anunciou algumas medidas que visam garantir segurança dos locais e dos visitantes, como teste negativo

Aruba

Aruba, que iniciou seu processo de retomada no segundo semestre de 2020, reabriu suas fronteiras para os turistas brasileiros, no entanto, o governo local deixa claro que há algumas regras e restrições, como a realização de um teste PCR. A ideia é que essas medidas preservem a saúde dos moradores locais, bem como de turistas.

Todo turista brasileiro deve realizar o exame e carregar o resultado no site ED Card, postado entre 72 horas e 12 horas antes da chegada do passageiro em Aruba, a ser apresentado no embarque e na imigração. Além disso, os visitantes devem adquirir o seguro saúde de Aruba, que é exclusivo para covid-19. A apólice obrigatória – visto que é uma regulamentação do governo e complemento para seguros viagens tradicionais – está disponível neste link.

A quarentena só será exigida aos passageiros que apresentarem sintomas de covid-19 enquanto estiverem na ilha. A ideia é que o teste venha evitar justamente o isolamento do viajante.

Ao retornar, os turistas devem apresentar teste de PCR negativo. Para ajudar seus visitantes, o destino reuniu alguns laboratórios que estão autorizados para realizadas os exames àqueles que voltaram ao seu país de origem. O valor médio é de US$ 120 por pessoa. Confira a lista:

  • Clínica MedCare: medcare.aw – (+297) 280-0630 – Whatsapp (+297) 562-4440 – info@medcare.aw
  • MedLab: lab.aw – (+297) 586-1600 – Celular/Whatsapp (+297) 592-0709 – info@lab.aw
  • Hospital Horacio Oduber: (US$ 75) https://www.arubahospital.com/ – servicecenter@hoharuba.com – (+297) 597-4522 (Celular o WhatsApp)

É válido destacar que os passageiros devem agendar a consulta para realizar o exame e tirar as dúvidas.

Confira as recomendações dadas pelo destino:

Antes de viajar:

  • Visitantes devem preencher obrigatoriamente o cartão de embarque e desembarque na página dedicada;
  • Fazer o teste de PCR de 72 horas a 12 horas antes de viajar ou comprá-lo para realizar em Aruba;
  • O seguro médico obrigatório deve ser adquirido com 72 horas a 4 horas de antecedência;
  • No aeroporto, durante o check-in da companhia aérea, será solicitada a prova digital de aprovação de viagem gerada pelo preenchimento do cartão de imigração e do cartão de vacinação contra febre amarela;
  • Os viajantes devem usar máscara antes, durante e após a visita.

No aeroporto:

  • A imigração solicitará as informações e a documentação exigidas pelo Governo de Aruba. O turista deve levar consigo a aprovação de viagem, o resultado do teste de PCR e cartão de vacinação contra febre amarela;
  • Os viajantes que não forneceram previamente um resultado negativo no teste de PCR devem levá-lo ao aeroporto na chegada;
  • Os turistas com teste de PCR negativo antes de viajar responderão a perguntas sobre saúde e controle de temperatura;
  • No avião para Aruba e no aeroporto Reina Beatrix, é obrigatório o uso de máscaras.

No hotel

  • Se o teste PCR for realizado em Aruba, será designado ao viajante um quarto no hotel para quarentena de 24 horas. Os hotéis e outros tipos de acomodação possuem protocolos de saúde para manuseio de bagagem, segurança no elevador e serviços de limpeza rigorosos;
  • Cada hotel terá medidas adicionais, como check-in digital, opção de pagamento online e regras de distanciamento social;
  • Todas as acomodações devem ser certificadas pelo selo Aruba Health & Happiness Code.

Se tiver sintomas:

  • Aruba está preparada para lidar com casos de covid-19 com testes de PCR e atendimento médico;
  • Os visitantes devem entrar em contato com o anfitrião do hotel e ligar para o Centro de Assistência Médica;
  • Os turistas terão de esperar isolados pelos resultados dos testes.

Atividades na ilha:

  • Os turistas são aconselhados a levar máscaras para usar em situações nas quais seja difícil de manter o distanciamento social;
  • Os passeios de jipe serão em grupos menores, com métodos de limpeza exigentes;
  • Em Aruba, as praias são largas o suficiente para evitar multidões e manter distância física.

Deixe uma resposta