Assist Card oferece teste RT-PCR no exterior com descontos de até 20%

O desconto da Assist Card é válido para viajantes em voos de volta ao Brasil. O teste pode ser feito em mais de 100 laboratórios em 18 países

assist card
Foto: reprodução

A Assist Card acaba de anunciar o desconto de até 20% para a realização do teste RT-PCR para covid-19 em mais de 100 laboratórios credenciados, espalhados em 18 países. O benefício é válido para clientes da seguradora em voos no exterior com destino ao Brasil.

“Como empresa global, com 74 escritórios espalhados pelo mundo, aproveitamos nossas estruturas locais para negociar e garantir benefícios aos nossos passageiros. A lista completa de locais e laboratórios para a realização do teste RT-PCR pode ser encontrada através do site esclarece Alexandre Camargo, country Manager da Assist Card Brasil.

Os descontos dependem de cada laboratório, mas podem chegar a 20%. Em Portugal, por exemplo, o preço para passageiros Assist Card passa de EUR 101 para EUR 85, na rede de laboratórios Synlab. Na Argentina, apresentando o voucher Assist Card, os turistas brasileiros possuem até 20% de desconto na rede de Diagnósticos Maipu.

Para autorização no embarque, o teste deve ter sido feito até 72 horas de antecedência da viagem. A exigência vale para qualquer viajante a partir de 12 anos de idade. Menores de 2 anos estão dispensados da apresentação do teste, assim como crianças com idade entre 2 e 12 anos, desde que seus acompanhantes cumpram todas as exigências. Já crianças entre 2 e 12 anos viajando desacompanhadas são obrigadas a apresentar o exame, da mesma forma que os demais.

 A Assist Card oferece cobertura para covid-19 sem a necessidade de contratação adicional. “A segurança dos viajantes sempre foi prioridade para a companhia, por isso, tanto para viagens nacionais, quanto internacionais, já incluímos a proteção médica contra o coronavírus em nossos produtos sem cobrar nada a mais por isso. Quanto ao teste RT-PCR, a Assist Card percebe a importância da realização do mesmo antes do retorno ao Brasil e quer ajudar os viajantes nessa etapa, garantindo que todos possam voltar sem complicações”, reforça Alexandre.

A medida que exige apresentação de resultado negativo para coronavírus vem sendo adotado por um número crescente de países e em novembro de 2020 chegou a ser exigido por 58% dos destinos de todo o mundo, na chegada de turistas internacionais, conforme dados da Organização Mundial de Turismo.

Leave a Reply