Assist Card registra aumento de 27% no número de assistência no 1ºS

Segundo Alexandre Camargo, gerente nacional da Assist Card no Brasil, esse resultado demonstra que os brasileiros estão se preocupando em viajar segurados

Alexandre Camargo, country manager da Assist Card
Alexandre Camargo, country manager da Assist Card

A Assist Card registrou, no primeiro semestre deste ano, uma alta histórica de 27% no número de assistências prestadas no Brasil para brasileiros em viagens domésticas. A venda de seguros nacionais, que representava 39% do total de apólices emitidas no primeiro semestre de 2019, saltou para 50% no mesmo período de 2020.

“Este crescimento é um claro sinal de que o brasileiro está se preocupando cada vez mais em viajar segurado, mesmo que seja dentro do próprio país. E este cenário deve ganhar ainda mais corpo com o fomento do Ministério do Turismo, que desenvolveu a campanha Turismo Seguro, cujo potencial de engajamento do setor é grande”, avalia Alexandre Camargo, gerente nacional da Assist Card no Brasil.

O volume de assistências para brasileiros dentro do Brasil representou 21% do total de atendimentos prestados pela ASSIST CARD para brasileiros no mundo todo. Este número só não é maior do que para os Estados Unidos, onde o volume de atendimento a brasileiros representou 22% no último semestre.

De olho na demanda de brasileiros que trocarão suas viagens internacionais por roteiros nacionais, a Assist Card lançou recentemente um seguro doméstico de múltiplas viagens, o Multi Trip, que vale por um ano e possui coberturas adicionais que nem todos os planos de saúde oferecem.  Com o programa, o turista emite uma única apólice e está protegido em todas as suas viagens por um ano.

“Entre os principais benefícios estão a repatriação para a cidade de origem, as consultas por telemedicina e o “house call”, que consiste no envio de um médico ao hotel ou local de hospedagem do segurado”, completa o executivo, que deixa claro que a única restrição é que o viajante não pode passar mais de 30 dias consecutivos fora da as cidade de residência.


Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui