Associação Voar inicia formação da primeira turma de aviação comercial

A Associação Voar foi criada em 2019 pelos executivos da Azul com o propósito de dar asas aos sonhos daqueles que querem e têm potencial

Associação Voar

Começa neste mês a primeira turma com 17 bolsistas do curso de piloto, comissário de voo e mecânico de aeronave da Associação Voar. O processo seletivo iniciado em 2019 contou com mais de 1.100 inscritos e cerca de 700 candidatos aptos.

Dos 17 selecionados, seis se formarão pilotos, seis serão comissários de voo e outros cinco se formarão mecânicos de aeronave. O tempo de formação varia entre 4 meses e 3 anos e meio, a depender da profissão escolhida pelo candidato. Ao fim do curso, os formados pela Associação Voar estarão prontos para o mercado de trabalho.

“Eu idealizei a Associação Voar com o anseio de ajudar e dar oportunidades para qualquer pessoa crescer na carreira de aviação. Muita gente nasce em famílias humildes e não tem a mesma oportunidade que outras pessoas para investirem em seus sonhos, pois o valor das formações pode chegar a R$ 150 mil. Nosso desejo é que o projeto alcance bons resultados, que os Tripulantes selecionados concluam suas qualificações e que tenhamos a cada edição lindas histórias para contar, apoiar e transformar vidas.”, comenta John Rodgerson, presidente da Azul e mantenedor da Associação Voar.

A Associação Voar foi criada em 2019 pelos executivos da Azul com o propósito de dar asas aos sonhos daqueles que querem e têm potencial para se tornarem pilotos, comissários de voo ou mecânicos de aeronaves, mas que não têm condições socioeconômicas para investir na formação.

Através de uma combinação entre investimento privado e parceria com as melhores escolas de aviação no Brasil, esses líderes da Azul dão o pontapé inicial a essa iniciativa inédita no setor como uma nova forma de dar mais oportunidade às pessoas, fomentar a aviação comercial e a melhorar a qualificação profissional no Brasil.

A instituição ainda é administrada por Tripulantes da companhia aérea, que de maneira voluntária, ajudam a Associação, que tem atuação totalmente independente da estrutura da empresa. “Estamos felizes em iniciar um projeto que foi idealizado com tanto carinho e dedicação. Queremos transformar histórias, contribuir com a sociedade e fortalecer o mercado da aviação com profissionais qualificados que estudarão nas melhores escolas do país. Criar oportunidades investindo na formação de pessoas é o que move a Associação Voar. Queremos que todos decolem na carreira dos sonhos e que cada vez mais pessoas sejam favorecidas pela iniciativa”, pontua Camila Almeida, diretora de Pessoas da Azul.

Para as próximas turmas, a proposta é ampliar ainda mais os incentivos, já que qualquer pessoa pode contribuir para manter a instituição e expandir as oportunidades de bolsas de estudo, com doações de diversos valores, ajudando o desenvolvimento do país por meio da educação.

O processo de seleção

Os candidatos selecionados passaram por um amplo processo de seleção com uma etapa online, análise socioeconômica, além de estrutura familiar e formação curricular. Na penúltima etapa, os candidatos passaram por uma avaliação comportamental junto ao time de seleção da Associação e um gestor da área de interesse. Foram ministradas palestras com profissionais da área.

Deixe uma resposta