Associação Voar oferece bolsas para piloto, comissário de voo e mecânico de aeronaves

Executivos da Azul Linhas Aéreas criaram o grupo que visa ajudar novos talentos a ingressar nessas carreiras; inscrições estão abertas até 3 de janeiro de 2020
Associação Voar
Thais Haberli e Jason Ward

Lançada no início de dezembro, a Associação Voar promete derrubar um importante obstáculo na vida daqueles que desejam ingressar em carreiras de aviação: o alto custo da formação profissional. Segundo Jason Ward, vice-presidente de pessoas e clientes da Azul Linhas Aéreas, o investimento na educação de um futuro piloto de aeronaves comerciais – que tem duração média de três anos, entre aulas práticas e teóricas – pode chegar a R$ 150 mil, dependendo da cidade.

Idealizada pelo CEO John Rodgerson, junto a um time de executivos da aérea, a associação quer ajudar talentos a realizar o sonho de ingressas nas carreiras de piloto(a), comissário(a) de voo e mecânico(a) de aeronaves. “Ao mesmo tempo em que dá oportunidade às pessoas, a iniciativa também ajuda a melhorar a qualificação profissional no Brasil”, comenta Ward, que também é signatário do projeto.

O número de bolsas oferecidas a cada ano ainda depende do montante que a associação conseguir arrecadar de entidades privadas e pessoas físicas. Em 2020, primeiro ano do subsídio, serão disponibilizadas 15 bolsas – cinco para cada carreira. Os critérios, segundo explica Thais Habeli, gerente tributária da Azul que está envolvida no projeto, incluirão avaliação do histórico socioeconômico da família e entrevista presencial com o candidato que deve ter ensino médio completo.

As inscrições para as bolsas estão abertas até 3 de janeiro de 2020 para candidatos de qualquer região do País. A associação mantém parceria com 20 centros de formação em diferentes estados do Sul, Sudeste, Centro Oeste e Nordeste e é preciso optar por uma delas para concluir o curso.

Ward adianta que, após a formação, os profissionais poderão participar do processo de seleção da Azul para as três carreiras. Se aprovados, eles passarão por mais uma etapa de treinamentos, desta vez na UniAzul, em Campinas (SP).

Deixe uma resposta