Azul passa a contar com acessibilidade em Libras em seu site

0
Expectativa é que destinos nacionais e internacionais entrem para a malha aérea da companhia até o fim deste ano (Foto: Divulgação)

Na semana em que o mundo celebra a língua de sinais, a Azul anuncia um investimento que reflete a preocupação da empresa com a inclusão e a inovação ao oferecer, em seu site, tradução simultânea de conteúdos do português para a língua brasileira de sinais (Libras). A companhia se torna a primeira empresa aérea da América Latina a contar com uma ferramenta de acessibilidade para surdos em seu site. Em parceria com a Hand Talk, a companhia passa a oferecer essa novidade, já disponível em seu site e abre as portas para um público de milhões de pessoas de forma inovadora e socialmente responsável, dando autonomia para os usuários.

Com a companhia do Hugo, um simpático intérprete em 3D, pessoas com deficiência auditiva poderão navegar pelo www.voeazul.com.br e ter a mesma experiência digital dos demais Clientes da Azul. A página principal do site da empresa terá um ícone no formato de uma mão que, quando clicado, ativará a janela de acessibilidade. A partir daí, o intérprete virtual fará a tradução dos textos e vídeos para a língua de sinais.

“A inovação faz parte do DNA da Azul. Nosso site já oferecia acessibilidade para cegos e, agora, também para deficientes auditivos, graças à parceria com a Hand Talk. Somos uma empresa feita por pessoas e focada na satisfação de nossos Clientes. Oferecer esse serviço de acessibilidade é mais uma demonstração de que a inclusão é um pilar importante quando discutimos formas de inovar e contribuir para a experiência de quem voa Azul”, ressalta Claudia Fernandes, diretora de Marketing e Comunicação da Azul.

Para aproximar ainda mais a companhia desse público, a Azul, em parceria com dois influenciadores digitais que têm deficiência auditiva, também irá lançar uma campanha em suas redes sociais para que essa comunidade ajude na definição de qual sinal em Libras representará a empresa. “Hoje, os deficientes auditivos se referem à Azul de várias formas. Com essa iniciativa, queremos criar uma identidade única. Será esse o sinal que o Hugo e toda a comunidade utilizará para fazer referência a Azul”, afirma Claudia.

“Por uma feliz coincidência, azul também é a cor que representa a acessibilidade. Para uma empresa tão preocupada com as pessoas, agora temos mais uma ação que reforça o propósito por trás de uma companhia aérea tão admirada”, destaca Ronaldo Tenório, CEO do Hand Talk.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here