Azul registra mais de R$ 400 milhões em receita operacional no 2ºT

A companhia registrou no período uma redução de 85% em relação ao segundo trimestre do ano passado, causado pela pandemia da covid-19

Azul
Foto: reprodução

Azul anunciou seus resultados do segundo trimestre de 2020. De acordo com a companhia, a empresa registrou receita operacional de R$ 402 milhões, redução de 85% em relação ao segundo trimestre do ano passado, devido à queda brusca na demanda de viagens aéreas causada pela pandemia de covid-19.

Além disso, houve queda de 46% ou R$ 1,0 bilhão nas despesas operacionais ano contra ano, relacionado principalmente com a redução das despesas variáveis e iniciativas de redução de custos. O prejuízo operacional foi de R$ 820 milhões no segundo trimestre deste ano, excluindo eventos não-recorrentes.

Durante o trimestre, a Azul implementou seu Plano de Retomada, gerando uma economia de caixa de mais de R$ 7 bilhões entre março de 2020 e dezembro de 2021. A liquidez imediata, composta por caixa, equivalente de caixa, investimento de curto prazo e contas a receber, foi de R$2,3 bilhões, acima da expectativa da companhia de R$ 2,0 bilhões, com aumento da posição de caixa na comparação com o trimestre anterior. A liquidez total da Azul foi de R$ 6,6 bilhões, incluindo investimentos de longo prazo, ativos disponíveis e reservas de manutenção.

Houve redução de 10.5% no passivo de arrendamento em relação ao primeiro trimestre deste ano, totalizando R$ 14,2 bilhões, mesmo com a depreciação do real de 38%. Com as recentes negociações de prazo de pagamento, a companhia espera reduzir o total de passivo de arrendamento para R$ 12,5 bilhões em dezembro de 2020.

A aérea anunciou, ainda, a postergação de entrega de 82 aeronaves entre 2020 e 2023 para 2024 e anos posteriores. Além disso, mais de 10,5 mil tripulantes aderiram ao nosso programa de licença não remunerada, levando a uma redução de despesas salariais de 48% ano após ano.

Azul Cargo

A receita da Azul Cargo caiu apenas 0,8% no segundo trimestre comparado com o mesmo período do ano passado, mesmo com a redução de 83% na capacidade ano contra ano. A companhia espera um aumento na receita de carga ano contra ano no terceiro trimestre.


Deixe uma resposta