Azul subarrenda 53 aeronaves da Embraer; entenda

O objetivo com a negociação é acelerar a mudança de frota da Azul, atualizando para aviões de geração mais nova e com eficiência no consumo do combustível

0
Redução de tarifas - Azul
John Rodgerson, CEO da Azul Linhas Aéreas

A Azul informou, nesta terça-feira (28), que coloca 53 aeronaves do modelo E1 para subarrendamento. Os aviões, que são da antiga geração da Embraer, devem ficar para a LOT, companhia aérea da Polônia, e para a Breeze Aviation, startup aérea com sede nos EUA.

Em nota, a empresa brasileira explica que “a transação segue a estratégia da Azul de acelerar a sua transformação da frota”. Assim, o processo faz com que aeronaves E195 sejam cedidas e modelos E2 sejam adicionados em troca. O interesse nestes leva em consideração seu tamanho – que é maior -, além de mais eficiência no consumo de combustível.

“Nós estamos prontos para adicionar em nossa frota as aeronaves E2. Pelo preço do combustível no Brasil ser mais caro que em outros países, é essencial que nossa operação seja feita com aeronaves da próxima geração o quanto antes”, afirma John Rodgerson, CEO da companhia aérea do Brasil.

Azul em movimento

Divisões

A Azul e a LOT assinaram uma carta de intenção para subarrendar 18 aeronaves com pedidos confirmados e até 14 opções adicionais, sujeitas a aprovações da aérea polonesa. Vale lembrar que a empresa já adquiriu sete E195s da aérea nacional em anos anteriores.

Do lado da Breeze, espera-se que até 28 aeronaves sejam subarrendadas, processo sujeito à aprovação dos acionistas da companhia brasileira A expectativa é que todos E195s sejam removidos da frota da Azul até o final de 2022.

A Assembleia Geral Extraordinária da Azul para definir detalhes nos contratos está marcada para 2 de março de 2020.


Leia Também:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here