Azul usa realidade aumentada em embarque em Curitiba (PR)

Além do Afonso Pena, outros 17 aeroportos serão contemplados com o Tapete Azul até o fim do ano

Azul

Na última segunda-feira (25), a Azul lançou utilizou o “Tapete Azul”, para proporcionar o distanciamento social no embarque. A tecnologia exclusiva da companhia indica o momento correto para o embarque, evitando aglomerações e longas filas.

“O processo de embarque de uma aeronave possui regras e a necessidade de identificação dos Clientes para garantir a segurança. Essa tecnologia está nos ajudando a fazer isso com muito mais agilidade e segurança, especialmente neste período em que as pessoas precisam manter a distância uma das outras. Isso acontece porque o sistema chama de forma intercalada nossos Clientes a fazerem o embarque, tornando o processo mais fluido para quem está viajando”, explica Jason Ward, vice-presidente de Pessoas e Clientes.

O WaveMaker – nome oficial do tapete – foi criado pela empresa Pacer Tecnologia e utiliza projetores e monitores que convidam a pessoa a se posicionar na fila de acordo com seu número de assento. Além do Afonso Pena, outros 17 aeroportos serão contemplados com o Tapete Azul até o fim do ano. Somadas, essas bases terão 100 portões de embarque com o Tapete Azul, respondendo por cerca de 70% dos embarques de voos domésticos da Azul.

Segundo a Azul, o uso da tecnologia diminui em 25% o tempo entre o embarque e a acomodação no assento da aeronave. O dispositivo já está em fase de testes em Goiânia e em Viracopos a expectativa da companhia é chegue em Santos Dumont (RJ), Salvador e Belo Horizonte até fim do mês.

“Pioneirismo, inovação e eficiência são marcas do Aeroporto Internacional de Curitiba. E agora, mais do que antes, estamos em um momento no qual a tecnologia, aliada às adaptações da estrutura aeroportuária, vai aprimorar os processos de embarque, especialmente num cenário de pandemia. Assim a Azul e Infraero iniciaram, a partir de Curitiba, uma transformação na experiência de embarque, que ajuda reduzir o tempo de espera em filas, melhora a organização e contribui para o distanciamento recomendado pela Anvisa. Podemos afirmar que essa é uma medida precursora, assim como é o Aeroporto Afonso Pena, que também é um dos terminais mais premiados do Brasil de acordo com os passageiros”, afirma Antonio Pallú, superintendente do aeroporto.

Confira no vídeo abaixo o funcionamento do Tapete Azul.


Deixe uma resposta