Azul Viagens declara no Festuris: “Estamos crescendo muito”

"Já estamos trabalhando em prol do crescimento sustentável em 2021. Estamos com muitos projetos e iremos trazer produtos novos para fazer com que o próximo ano seja maior que 2019 ", afirma Ricardo Bezerra, gerente comercial da Azul Viagens

azul viagens
Equipe Azul Viagens no Festuris Gramado 2020

No mês de outubro, a Azul Viagens recuperou o volume de vendas, chegando ao mesmo número do período pré-pandemia do novo coronavírus. A novidade foi divulgada durante o Festuris Gramado, no Rio Grande do Sul. O evento aconteceu entre os dias 5 a 8 de novembro no Centro de Feiras e Eventos Serra Park, seguindo os protocolos de saúde e segurança contra a covid-19.

“A gente já chegou no mesmo patamar de vendas de antes da pandemia. Estamos crescendo e crescendo muito”, declara Giselle Camargo, gerente geral comercial da Azul Viagens. “Estamos fazendo várias ações, tanto por meio de produtos com negociações de ofertas quanto por meio de vendas com campanhas e ações de mercado, como a campanha Meu Primeiro Milhão. Desde que começou a pandemia de covid-19, trabalhamos para ficarmos manter a afinidade com os agentes de viagens”, complementa Ricardo Bezerra, gerente comercial da empresa.

Já em andamento e dividida por região, a campanha que premiará com um milhão de pontos Tudo Azul o maior vendedor da Azul Viagens, terá validade até 31 de dezembro, contemplando agências de viagens multimarca, lojas de viagens e call center.

Na categoria agências multimarcas, São Paulo e Belo Horizonte estão competindo entre si, Paraná e Goiânia também e depois, o resto do Brasil. “Com um milhão de pontos Tudo Azul você compra quatro Iphones,  passagem para a sua próxima viagem, faz upgrade de categoria, vai para Orlando e muito mais. Nós sempre demos o carro, mas esse ano quisemos mostrar as vantagens de se ter pontos Tudo Azul, até porque, quando o agente faz uma venda ele também ganha pontos”, pontua Ricardo.

A premiação será online por conta do cenário de pandemia do novo coronavírus ainda vigente, no entanto, o executivo destaca que para o próximo há planos para a celebração presencial com abertura, imersão no destino e encerramento, como era feito anteriormente.

Bons resultados

Seguindo o bom desempenho de comercialização de pacotes e aéreo, os feriados da Independência do Brasil (7 de setembro) e Finados (2 de novembro) reforçaram o otimismo da empresa sobre a retomada da atividade turística. “O Feriado de 7 de setembro foi um grande divisor de águas. O turista está muito cansado de ficar em casa e quando viajou, viu que os hotéis estão cumprindo os protocolos de segurança e que os aeroportos e aeronaves estão muito seguros. Acredito que isso causou uma segurança maior, impulsionando as vendas, tanto que o feriado de 2 de novembro, que geralmente tem um volume menor do que o do dia 15, esteve no mesmo patamar de comercialização. Agora, acreditamos muito também no feriado do dia 15 (Proclamação da República)”, destaca Camargo.

Ricardo declara que resorts e grandes hotéis estão entre os estabelecimentos com maior procura devido aos protocolos de segurança adotados. O Natal está listado entre os mais buscados e a virada do ano também tem demanda positiva. Somente o carnaval permanece uma incógnita, pois não há um posicionamento do país sobre a realização da festividade.

De acordo com Giselle, no início da pandemia o tempo de planejamento era de 120 dias e na medida que o mercado foi oferecendo ferramentas de segurança no combate à covid-19, esse tempo diminuiu para 90 a 60 dias. Um aspecto positivo da pandemia apresentado por Ricardo é a valorização do viajante para destinos nacionais, os quais possuem belezas naturais e culturais diversas e exclusivas, além da gastronomia que os difere de atrações fora do Brasil.

Conectividade

Recentemente foi anunciado o fretamento de 100 voos por fim de semana da Azul Linhas Aéreas para destinos de verão na alta temporada, pois, segundo Giselle, a oferta aérea é menor que a demanda do público, já que o segmento de lazer retornou com intensidade.

 “Esses voos dedicados geralmente são voos de sábado a sábado e domingo a domingo, para atender o público de lazer, porque nós vendemos viagens de uma semana no destino. O objetivo é pegar algumas origens importantes como Ribeirão Preto e Uberlândia e colocar voos diretos para o destino. Desses, muitos ficarão na alta temporada, mas outros se tornarão regulares, como Viracopos-Porto Seguro; Viracopos-Natal; Viracopos-Maceió; e Confins-Maceió”, esclarece Bezerra.

Ribeirão e Uberlândia também estão na lista dos destinos que terão voos regulares. “A companhia aérea viu no lazer uma oportunidade de crescimento, de alavancar as vendas. Hoje, a Azul Viagens é um impulsionador de vendas da companhia aérea”, destaca Camargo e Ricardo Bezerra complementa: “já estamos trabalhando em prol do crescimento sustentável em 2021. Estamos com muitos projetos e iremos trazer produtos novos para fazer com que o próximo ano seja maior que 2019 e muito bom para nós”, afirma Bezerra.

Azul Conecta, uma das apostas da Azul Linhas Aéreas faz parte desse de expansão, que inclusive, visa atingir novas regiões em que grandes aviões não podem operar por limitações de infraestrutura. “O foco é voltar com as bases que a Azul já tinha e por isso a compra da Azul Conecta, pois por ter aviões para até nove pessoas, consegue atender destinos menores”, diz Daniel Bicudo, diretor da Azul Viagens.

Sobre a perspectiva de operação na Argentina, destino que já está com as portas abertas e recebendo brasileiros, Bicudo declara que está sendo feita uma análise de rentabilidade para a comercialização de produtos tanto para a Azul Viagens quanto para a Azul Linhas Aéreas. Já os demais destinos precisam abrir as fronteiras para serem considerados nessa avaliação.

Bicudo reforça o otimismo na retomada e o bom momento da empresa, elementos que motivaram a presença da Azul Viagens no Festuris Gramado. “Estamos aqui porque para nós, a recuperação foi mais rápida do que imaginávamos, e para mostrar que existe segurança tanto para voar como nos destinos. Viemos ao Festuris dizer: pode voar que está tudo tranquilo”, finaliza.


Deixe uma resposta