Bagagens: Iata aprova manutenção de veto sobre franquia de despacho

Por meio de nota, a entidade afirmou que recebe de forma positiva a decisão do órgão público brasileiro a respeito da cobrança de bagagens despachadas

0
Bagagens
Associação falou da decisão do Congresso Nacional sobre cobrança do despacho de bagagens por aéreas brasileiras

Em comunicado oficial, a International Air Transport Association (Iata) informou que apoia a manutenção do veto sobre a gratuidade para bagagens de até 23 quilos. A decisão, vinda do presidente da República, Jair Bolsonaro, foi analisada e mantida pelo Congresso Nacional na quarta-feira (25).

“Essa decisão estabelece o quadro regulatório para que companhias aéreas no Brasil continuem oferecendo mais opções aos passageiros. Desta forma, eles podem escolher individualmente quais serviços adicionais gostariam de pagar ou não”, diz a nota. Além disso, a associação acredita que a decisão amplia a atratividade do mercado brasileiro para investidores de companhias aéreas do exterior.


LEIA MAISFBHA apoia veto à isenção da cobrança de bagagem em voos nacionaisIata: aviação transporta 4,4 bilhões de passageiros em 2018
+ Sistema de Defesa do Consumidor pede fim da cobrança de bagagem aérea

De acordo com Peter Cerdá, vice-presidente Regional da Iata para as Américas, a prática da cobrança de bagagens traz benefícios. “A decisão representa um passo importante para aviação brasileira se alinhar ao padrão internacional.”, diz o executivo.

“Os países que promovem a aviação com modernizações em seus quadros regulatório e jurídico, evitando excesso de regulamentos e protecionismo, criam condições ideais para o crescimento do setor”, complementa Cerdá.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here