Bahia aperfeiçoa atendimento ao turista para o carnaval

Por: Chris Flores

A Bahia aperfeiçoa o receptivo ao turista, a fim de aliar elevado nível de profissionalismo à tradicional hospitalidade baiana. Para tanto, a Secretaria do Turismo iniciou um treinamento dos Guias e Monitores que atenderão aos visitantes durante os seis dias de folia, de 12 a 17 deste mês. As aulas serão no Salão Oxóssi, do Centro de Convenções.

 

A abertura dos trabalhos foi feita pelo chefe de gabinete da Secretaria do Turismo, Aristides Batista, que representou o secretário Nelson Pelegrino, em viagem a Brasília para participar da reunião do Fórum Nacional dos Dirigentes e Secretários Estaduais de Turismo (Fornatur). Aristides destacou a importância do curso preparatório para que os profissionais possam acolher o turista e fazer um receptivo qualificado. “Com nosso esforço conjunto, podemos melhorar os serviços e atrair cada vez mais visitantes à Bahia”, disse Batista.

 

Diante de uma plateia que reuniu mais de 250 guias e monitores, Aristides Batista deu ênfase à importância do ciclo de as palestras. “Todos sairão daqui qualificados para a prestação de um serviço de excelência”, afirmou. As equipes estarão distribuídas entre a capital baiana e nos municípios de Mata de São João (Praia do Forte) e Porto Seguro.

 

Em Salvador, os guias e monitores estarão nos três circuitos do carnaval (Barra, Campo Grande e Pelourinho), no porto, aeroporto, rodoviária, hotéis e pontos turísticos. O atendimento ao turista será feito em vários idiomas: inglês, espanhol, italiano, francês, alemão, russo, japonês, sueco e holandês.

 

Hoje, dia 6, os participantes do projeto Guias e Monitores receberão os certificados de qualificação. No início da próxima semana, receberão o fardamento e estarão habilitados para iniciar o atendimento ao turista na quinta, dia 12.

 

A expectativa é que o Carnaval de Salvador atraia 520 mil turistas brasileiros e estrangeiros. A festa gera cerca de 200 mil empregos diretos e indiretos, enquanto os gastos dos visitantes devem injetar R$ 730 milhões na economia da cidade.

 

 

CF

Deixe uma resposta