Bahia discute novos investimentos com embaixadores árabes e africanos

O encontro com os embaixadores também tratou de investimentos no turismo baiano (Foto: Divulgação)

Representantes do governo da Bahia reuniram-se com embaixadores de países árabes e africanos em Salvador, para discutir propostas e oportunidades de investimentos bilaterais, nesta quarta-feira (20).

O encontro reuniu diplomatas vindos da Palestina, Kuwait, Líbia, Argélia, Iraque, Mauritânia, Egito, Marrocos, Tanzânia, Jordânia, Tunísia, Omã, Sudão, Camarões, Costa do Marfim, Cabo Verde, Mali, Namíbia, Malauí, Gana, Angola, Botsuana, Zâmbia e Togo.

Na pauta da reunião, a expansão da malha aérea internacional também foi discutida em rodadas de negociação paralelas com Marrocos e Egito.

O vice-governador João Leão e os secretários estaduais Bruno Dauster (Casa Civil) e José Alves (Turismo) destacaram as oportunidades de negócios em setores como infraestrutura e turismo.

Participaram da reunião o presidente da Câmara de Comércio Árabe-Brasileira, Rubens Hannun; o embaixador do Cameroun, Martin Agbor Magben; o embaixador da Palestina, Ibrahim Alzeben, e o diretor-superintendente do Sebrae-BA, Jorge Khoury.

Em números

No ano passado, a Bahia exportou para os 22 países da Liga Árabe um total de US$ 84,4 milhões em pedras preciosas, café, algodão, celulose, borracha e produtos químicos.

As importações vindas desses países para a Bahia totalizaram US$ 1,1 bilhão, alta de 21% sobre 2016, com pauta liderada por combustíveis, óleos, adubos, fertilizantes químicos e orgânicos, minerais e alumínio.

Veja mais notícias de destinos.

Deixe uma resposta