Bahia cresce duas vezes mais que a média nacional em voos domésticos

Bahia espera cerca de 6,2 milhões de turistas durante o verão
Bahia
Fluxo de conexões aéreas nacionais na Bahia é superior à média nacional.Foto: reprodução

Nesta segunda-feira (20), o Salvador Bahia Airports divulgou o crescimento de 37% em voos nacionais. O número duas vezes superior à média nacional (16%), é resultado dos investimentos na infraestrutura estadual, além da implantação de 200 novos voos e redução do ICMS no QAV.

“O resultado foi a implantação de, pelo menos, 215 novas frequências ao longo do segundo semestre do ano passado apenas em Salvador. No interior, o aeroporto de Ilhéus passou a contar com 18 novos voos e o de Vitória da Conquista com 12, desde outubro”, afirma Fausto Franco, secretário estadual de Turismo.

Em 2019 no estado, a alíquota mínima do ICMS sobre o querosene de aviação (QAV) foi estabelecida em 3% para empresas que investem na ampliação de assentos e voos. A alíquota máxima saiu de 18% para 12%. A medida é coordenada pela Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz).

“Investir na recuperação de estradas, na construção e reforma de aeroportos regionais e na execução de obras de mobilidade é investir em turismo. Reforçar a segurança pública com novos policiais, novas viaturas e um moderno sistema de reconhecimento facial é investir em turismo. Construir novos centros culturais no interior e requalificar o Centro Antigo de Salvador é investir em turismo. Essas são ações concretas que trazem resultados muito positivos”, reforça Franco.

Estão previstos mais de 14 mil desembarques entre frequências regulares e extras na alta temporada. Deste volume, cerca de 11.574 em Salvador. Segundo a Secretaria do Turismo do Estado (Setur), são esperados mais de 6,2 milhões de turistas na Bahia durante o verão.

O número representa alta de 4,5% em relação ao ano anterior. Dentre os destinos mais buscados estão como Porto Seguro, Itacaré, Morro de São Paulo, e roteiros envolvendo a Chapada Diamantina e o Rio São Francisco.

“Atrair turistas para um destino não depende do funcionamento de um equipamento de forma isolada. Promover um destino depende de uma série de ações integradas, e temos feito isso na Bahia sob a liderança do governador Rui Costa. O resultado está nas ruas de Salvador e de diversas cidades do interior do estado”, pontua Fausto.


Leia mais:

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui